Por Renata Rutes 

Neste verão as novidades para o turista serão o Molhe do Pontal Norte, que ficará pronto no ano que vem e o Oceanic Aquarium, que deve inaugurar em breve.

Obras importantes aconteceram e estão finalizadas como a da Rua 3100 e a canalização do esgoto para a Estação Elevatória, que atravessou a avenida Atlântica.

Os turistas também ouvirão falar da roda gigante que está em obras e estará pronta no verão 2020/2021.

Mas a principal de todas as atrações da temporada 2020/2021 será o alargamento da faixa de areia da praia central e uma nova avenida Atlântica, uma obra esperada há quase três décadas.

Entre as atrações turísticas falta resolver o problema do Morro do Careca, que segue interditado para voos duplos e precisa de reparos e manutenção, porque é um espaço muito frequentado pelos visitantes.

O Página 3 foi às ruas, buscou informações, fez uma série de levantamentos e nesta reportagem especial pergunta: Balneário Camboriú está pronta para o verão?

Morro do Careca: situação segue complicada

Um projeto de lei foi enviado pelo Executivo para a Câmara de Vereadores, tratando do processo licitatório do Morro do Careca que, desde setembro, está sem administração oficial. No início daquele mês a juíza Adriana Lisbôa, da Vara da Fazenda Pública, acatou o pedido do Ministério Público para tirar a Associação de Voo Livre do Morro do Careca (Amca) do Morro do Careca. A Amca administrava o local desde 2010, com base em um Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

Em outubro, para que os voos voltassem a acontecer – pelo menos os solo – pilotos da região se uniram e foram selecionados fiscais, que acompanham os voos e estão credenciados pela Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL). Eles não recebem nada pelo trabalho e nenhum tipo de benefício, e atuam em sistema de rodízio – para que o trabalho fosse remunerado a prefeitura precisaria fazer um concurso. Isso gerou polêmica. A Amca é contra, julgando que esse ‘serviço’ é ‘irresponsável’ já que não há uma prova de que os fiscais são realmente aptos para fiscalizar os voos. Na última semana, alguns desses pilotos que estão atuando como fiscais foram até a Câmara, porque não concordam com algumas emendas citadas no projeto. Desde o fim de outubro os voos solo voltaram a acontecer no local, mas os duplos (chamados de ‘voos de instrução’) só podem voltar quando acontecer a licitação, que deve ficar para 2020. Ou seja, neste verão Balneário Camboriú não terá voos duplos no Morro do Careca. Os mais próximos acontecem na Praia Vermelha, em Penha. 

O atual presidente da Amca, Ricardo Neves lamenta a ausência dos voos duplos na temporada. Diz que é uma ‘tragédia’ e que todos perdem, não só os instrutores como a cidade, que deixa de contar com uma ferramenta turística. 

“Os turistas deixam de ter atendimento de quiosque e informações. O município terá que deslocar funcionários para fazer tudo que a associação fazia, organizar o trânsito, limpeza e conservação, manutenção da grama natural e sintética, além da manutenção dos decks que eram feitas a cada período para conservação da madeira que desde então não foi feito mais nada”, diz.


Molhe do Pontal Norte: está aberto, mas será finalizado em 2020

O Molhe do Pontal Norte é a principal novidade entre os atrativos turísticos públicos de Balneário Camboriú. Apesar de já estar aberto, o Molhe está em fase de urbanização. No fim de novembro iniciou esta etapa, que consiste em colocação de piso em concreto estampado e iluminação da ponta até a praia. Até a segunda quinzena de janeiro, maior pico de visitantes na cidade, não haverá obra no local. 

A etapa final será feita após a temporada, com a conclusão da urbanização, instalação de bancos, áreas verdes, deck de madeira e uma ponte interligando o molhe com o deck do Pontal Norte. Na ponta do molhe está prevista a instalação de uma obra de arte, que lembra um veleiro.

A primeira etapa tinha previsão de execução de 120 dias, mas levou somente 86 dias de obras, terminou um mês antes do programado e gerando economia aos cofres públicos. Orçada em R$ 3,6 milhões, a empresa vencedora (Penascal Engenharia, de São Paulo) assinou contrato no valor de R$ 1,9 milhão, uma economia de R$ 1,7 milhão.

  • O Molhe do Pontal Norte tem 300 metros de extensão.
  • Para a construção foram usados 29 mil m³ de rocha. 

Oceanic Aquarium: inauguração em breve

Uma novidade que gerou muitos comentários foi a criação do Oceanic Aquarium, o aquário de Balneário Camboriú. Um grupo de investidores de São Paulo e de Balneário Camboriú e região se uniram e estão construindo o Oceanic Aquarium, na esquina da rua 4.000, na Avenida Normando Tedesco, bem ao lado do Hotel Santa Inn. A previsão é de que o local abrigue mais de 250 espécies de todos os continentes, com dois andares de visitação pelo ‘caminho das águas’. O Oceanic pretende ser um dos cinco maiores aquários do Brasil e junto com o AquaRio, do Rio de Janeiro, e o Aquário de São Paulo, um dos mais atualizados do país.

Um dos sócios, Cristiano Buerger Filho, explica que as obras seguem a todo vapor e que estão programando inaugurar o local no fim do mês, mas que isso ‘ainda não está confirmado’. Segundo ele, as obras estão ‘nos detalhes finais’ e toda a equipe que trabalhará no aquário já foi contratada. O empreendimento está gerando 50 empregos diretos já nesta primeira etapa, durante a obra foram mais de 100. 

O Oceanic Aquarium terá 25 tanques, com espécies de todos os continentes. Serão dois andares de visitação, um de água doce e outro da salgada. O objetivo é contar o ‘caminho das águas’, passando pelo gelo, rios, lagos, florestas tropicais, mangue, costão, até chegar no Oceano Atlântico. O local pretende abrigar mais de 250 espécies, entre pinguins, lontras, jacarés, além de dezenas de espécies de peixes. Nenhum animal foi retirado da natureza, as espécies são enviadas através de parcerias com entidades nacionais e internacionais ligadas à preservação de animais em extinção, além de contarem com o acompanhamento constante de um time de biólogos e veterinários com experiência internacionais nesse tipo de operação. O Oceanic receberá ainda animais que foram vítimas de acidentes ou maus-tratos e que não podem retornar ao habitat natural. 

O aquário, que tem 2,2 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 3 mil metros quadrados, contará com 60 vagas de estacionamento, além de mais 25 em um terreno ao lado que já foi alugado. Um terceiro irá abrir outro estacionamento (privado) com mais 100 vagas, garantindo que o público tenha onde estacionar quando for visitar o local.

  • O ingresso custará R$ 46 (adulto) e R$ 23 (meia – para idosos e estudantes).

Segurança: Operação Veraneio com mais 250 policiais

As forças da segurança também recebem reforço especial para o verão. Confira abaixo como cada uma delas trabalhará nesta temporada 2019/2020.

•  POLÍCIA CIVÍL

A Polícia Civil de Balneário Camboriú recebe a partir desta quinta-feira (19) um incremento de 105 policiais civis (vindos do interior do Estado), que atuarão na cidade e em Porto Belo, Itapema, Bombinhas e Tijucas, sendo 35 por período.

A Civil também vai ampliar os atendimentos na Barra Sul, Praias Agrestes e Pontal Norte – inclusive com confecção de boletins de ocorrência na base integrada que abriu recentemente na Barra Sul, funcionando em um antigo quiosque.

A base integrada do Estaleiro também vai funcionar, com seis policiais mulheres e 16 homens. Alguns dos policiais que virão para atuar no verão ficarão alojados no local. Também será reaberta a delegacia móvel na Praia dos Amores, contemplando o Norte de Balneário Camboriú e também a Praia Brava de Itajaí.

A Polícia Civil contará com um agente da Delegacia Geral fazendo o elo entre turistas que falam outros idiomas com os policiais – ele é poliglota, fala quatro línguas, e irá auxiliar em casos em que haja necessidade.

•  POLÍCIA MILITAR

A Operação Veraneio da Polícia Militar também iniciou nesta quinta-feira (19). O efetivo encaminhado foi, segundo a assessoria da PM, de aproximadamente 141 policiais militares – vindos do interior do Estado e que serão distribuídos pela região conforme necessidade.

A PM informou que de forma integrada com os demais órgãos da segurança serão desenvolvidas ações especiais durante o verão, ‘aplicando e empregando meios e efetivos’ para ações de prevenção e repressão da violência e criminalidade, como blitzes, fiscalizações de estabelecimentos comerciais, maior efetivo no Réveillon, etc. O helicóptero da PM de Balneário Camboriú também vai atuar patrulhando e atendendo possíveis ocorrências em todo o litoral centro-norte e no médio Vale do Itajaí.

•  GUARDA MUNICIPAL

A Guarda Municipal de Balneário Camboriú formou no início do mês 35 novos guardas que, somados aos já efetivos, totalizam 172 profissionais. Com isso, Balneário Camboriú passa Florianópolis e Joinville e é a cidade de Santa Catarina com o maior efetivo da Guarda.

A cidade agora tem uma das maiores quantidades de guardas por habitante no país e o maior efetivo em Santa Catarina.

O Página 3 pesquisou e encontrou apenas uma cidade no país com a quantidade de guardas por habitantes maior do que Balneário Camboriú, trata-se de Americana, São Paulo, mas sua área territorial é quase o triplo da nossa. 

•  CORPO DE BOMBEIROS E GUARDA-VIDAS

O 13º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú formou recentemente 33 guarda-vidas civis. A novidade é que dos 33 guarda-vidas civis formados 17 são argentinos, e poderão auxiliar atendendo os turistas que falam espanhol e que frequentemente visitam Balneário e seus arredores nesta época do ano. Somente em Balneário Camboriú atuam cerca de 50 guarda-vidas por dia e para manter a escala é preciso de pelo menos 100. O serviço é voluntário e os guarda-vidas não precisam trabalhar todos os verões, mas eles recebem pelo trabalho por dia (cerca de R$ 150).

Os bombeiros de Balneário também receberam o reforço de 20 bombeiros militares da área do batalhão (dois oficiais e 18 praças) e aqueles que vierem do interior vão substituir as equipes que estão nas ambulâncias e no caminhão, fiscalizando as praias. Os bombeiros voluntários passaram a ser ressarcidos pelos seus serviços prestados (R$ 150 por dia) e apoiam os bombeiros militares, sendo mais 18 voluntários por dia. Todas as praias já possuem guarda-vidas (Balneário, Itapema, Porto Belo e Bombinhas), e o helicóptero Arcanjo 03 virá para Balneário nesta sexta-feira (20), ficando na cidade por 15 dias e após isso retornará aos finais de semana, voltando a ficar direto nas proximidades do Carnaval.

No fim da temporada passada, o Corpo de Bombeiros fez testes com drones e neste verão irão utilizar essa tecnologia como ferramenta de apoio para identificação de grupos em local de risco, apoiando os guarda-vidas civis e militares que trabalham na praia.  Também para esta temporada os guarda-vidas de Balneário contarão com o apoio de uma embarcação de 33 pés e 10 metros, o ‘Resgate 02’, que atuará principalmente em ocorrências de embarcação à deriva, deslocando-se com mais agilidade. Nesse barco cabem pelo menos 10 pessoas e também possui iluminação.


Saúde: postinho da praia central volta a funcionar

A grande novidade na Saúde será a reabertura do postinho da praia central, que funciona embaixo do posto de guarda-vidas que fica na altura da Rua 1.400. O local está sendo reformado e atenderá a comunidade nesta temporada de verão.

Lá serão disponibilizadas vacinas, medição de glicemia e pressão, serão feitos curativos e os profissionais também vão dar orientações e se necessário fazer primeiros-socorros até os bombeiros ou SAMU chegarem, com atendimento todos os dias.

Ano passado foi utilizado um trailer porque os guarda-vidas precisaram do espaço no primeiro andar do posto para guardar equipamentos, mas neste ano o cederam novamente para a prefeitura.

Também haverá conscientização sobre os focos do mosquito Aedes aegypti (com panfletagem) e campanha de vacinação de sarampo e febre amarela.


Estacionamento Rotativo: novidade para os turistas

Outra novidade para a temporada de verão é o Estacionamento Rotativo, que pode pegar os turistas de surpresa. No total, há cerca de 2,8 mil vagas entre a Rua 1001 e Rua 2000, nos trechos correspondentes entre a Avenida Atlântica até a Avenida do Estado e Terceira Avenida.

Estão inclusas no estacionamento vagas pertencentes à Avenida Central, Avenida Brasil, Avenida do Estado e Terceira Avenida, assim como Avenida da Lagoa, Avenida Alvim Bauer, Rua Dinamarca e Rua Argentina. 

A compra de créditos feita pelo aplicativo Vago!, no parquímetro, pontos de vendas (identificados por meio de adesivos) ou diretamente com os monitores da empresa Lapaza – com eles será possível adquirir TAG por R$ 10,00 (um pode ser utilizado por vários carros e motos), que poderá ser abastecido com créditos.

Com o TAG e pelo aplicativo o usuário pode resgatar o tempo não utilizado, pagando por minuto. O estacionamento rotativo funciona de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h. O preço da hora é R$ 2,00, mas é possível pagar pelo tempo de uso, por minuto, através do TAG e do aplicativo. 

O motorista deve cadastrar o número da sua placa (letras e números) e o número da vaga. É permitida a permanência de 2h em cada vaga, que é numerada no meio-fio. Passado esse período, é necessário estacionar em uma nova, fazendo novo cadastro com o número atualizado.


Limpeza pública terá quase 300 homens atuando

A concessionária Ambiental aumentou em 36% sua equipe que terá nesta temporada 295 funcionários, sendo quase quatro dezenas para atuar durante o dia na faixa de areia catando manualmente algas e briozoários.

Durante a noite a limpeza da praia envolverá máquinas e caminhões como de hábito, mas ao amanhecer esses equipamentos serão substituídos pelo serviço manual, reduzindo os riscos de acidentes.

Devido ao crescimento mais rápido da vegetação nessa época, o serviço de roçada no Centro foi duplicado e nos bairros mantido.

Virada

Na virada do ano os quase 300 funcionários da Ambiental farão um mutirão na Atlântica, para que a polícia possa liberar o trânsito de veículos, enquanto a equipe da Secretaria de Obras, com máquinas, faz a limpeza pesada na faixa de areia.
Em seguida o pessoal da Ambiental vai para a areia fazer a limpeza mais refinada.


Novo Emissário: auxiliando na despoluição do rio Marambaia

Neste ano, a Emasa realizou uma grande obra em Balneário Camboriú: o Emissário, que faz parte do pacote de medidas que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia. O Emissário é fundamental para a cidade, porque o antigo interceptor, construído na década de 1970, não dava mais conta da demanda e com suas falhas constituía um dos principais motivos da poluição no rio Marambaia.

A obra compreendeu 4.748m de extensão, sendo construído da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, e outra interligação até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul – embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança.

O funcionamento do novo emissário deverá melhorar a qualidade do rio Marambaia, mas o trabalho de identificação e lacre dos esgotos clandestinos vai prosseguir. O novo Emissário tem capacidade projetada para os próximos 30 anos.


Obras pela cidade: Rua 3.100 e Avenida Atlântica

Diversas obras ocorreram ao longo de 2019, com destaque para a da Rua 3.100 e a Avenida Atlântica – que recebeu o novo Emissário (citado acima) e que atualmente está recebendo nova pintura em sua ciclofaixa compartilhada. O secretário de Obras de Balneário Camboriú, Osmar de Souza Nunes Filho, o Mazoca, disse ao Página 3, que a obra da 3.100 era muito importante porque a rua é ‘estrutural’, a exemplo da 3.700, ligando a cidade em duas mãos. 

“Fizemos drenagem, novo asfalto, já está tudo pronto. Com isso a via flui mais rapidamente também”, diz.

Mazoca cita que a pintura da ciclofaixa está sendo feita em parceria com a secretaria de Segurança, mas tudo deve ser finalizado nos próximos dias. 

“Também instalamos novas lixeiras na Avenida Atlântica, estamos arrumando as calçadas que foram danificadas pelas obras do Emissário, os chuveiros que havia reclamação que ficavam pingando trocamos o registro e isso não vai mais acontecer e pintamos os quiosques e pontos de milho. Como tudo vai ser revitalizado com o alargamento da faixa de areia, fizemos uma manutenção geral para deixar a nossa Atlântica ainda mais bonita, uma orla mais agradável”, comenta.


Praia Limpa de novo nesta temporada 

Praia Limpa, que é uma iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM) desde 2002, vai estar presente nesta temporada. 

O projeto consiste em entregar para os frequentadores da praia itens como sacolas de lixo de papel biodegradáveis para descarte dos resíduos sólidos, pulseirinhas de identificação para as crianças, além de cartilhas informativas. Segundo a assessoria da prefeitura, será o Beto Carrero (vencedor de licitação – pagou R$ 9 mil para a prefeitura) que vai realizar o projeto, com fiscalização da Semam. No verão passado trabalharam no Praia Limpa 25 estagiários, distribuídos em cinco diferentes pontos ao longo da orla da praia central. De 2 de janeiro a 17 de fevereiro, foram entregues 22.190 sacolas de papel, 19.733 pulseiras de identificação infantil e 5.951 cartilhas informativas.


Índios: Balneário deve receber mais de 100 neste verão

No verão é comum que muitos indígenas venham para Balneário Camboriú. Eles vendem seus artigos e costumam ficar pelas calçadas do centro. A presidente da Fundação Cultural de Balneário, Bia Mattar, disse ao Página 3 que o município vai protocolar até o fim desta semana um documento que estabelece os pontos de venda onde os índios poderão atuar.

A assessoria da prefeitura informou que a previsão é que venham entre 120 e 150 pessoas, que serão alojadas em um salão paroquial no Bairro Várzea do Ranchinho.


Alargamento da faixa de areia deve começar até abril

A licitação para o alargamento da faixa de areia da praia central – esperada há 20 anos – foi lançada nesta quarta-feira (18), em evento público no Atracadouro Barra Sul, reunindo empresários e autoridades. A coordenadora do projeto de recuperação da praia central, Deisi dos Santos, citou que desde 1999 três projetos de alargamento da faixa de areia foram apresentados, mas que o atual é diferente por ter como objetivo resgatar a praia original (da década de 1950), tentando melhorar a estrutura de forma ‘mais amigável’ e se adaptando à natureza. 

Segundo ela, a requalificação acontecerá através de aterro hidráulico com areia do mar de uma jazida que fica a 15km da costa. A obra prevê que a faixa de areia passe a ter cerca de 100m. Uma draga deve transportar o material até as proximidades da praia e dali bombeá-lo com água através de canos. Com a areia alargada, a Avenida Atlântica ganhará um novo visual, com calçadas mais largas, áreas de serviço e três faixas para veículos, além da ciclofaixa e uma pista para corridas. Acredita-se que a valorização dos imóveis será imediata e acima de 20%, trazendo um novo ciclo de progresso econômico a Balneário Camboriú como ocorreu quando a Avenida Atlântica foi repaginada duas décadas atrás.

O projeto deverá ser finalizado em nove meses, com o aterro propriamente dito demorando até sete meses. A abertura das propostas das empresas interessadas em tocar a obra está marcada para 28 de janeiro. O valor é estimado em R$ 85 milhões. Para a obra iniciar falta a Licença Ambiental de Instalação (LAI) cuja liberação por parte do Instituto do Meio Ambiente (IMA) é aguardada desde outubro. 

O prefeito Fabrício Oliveira disse que temos “a praia mais linda do Brasil” e que se sente muito feliz e honrado em ser o responsável por esse momento – já que é algo aguardado há mais de 20 anos.