Anchieta Arte Cênica comemora 35 anos de teatro

Relacionadas

O grupo Anchieta Arte Cênica, um dos pioneiros do fazer teatral em Itajaí, completa 35 anos e para comemorar preparou uma programação online, gratuita, que inicia no próximo domingo (11): três oficinas com artistas convidados, experiências teatrais online e Revista impressa produzida por acadêmicos do curso de Jornalismo da Univali, com orientação do professor Vinicius Batista. As outras duas acontecerão dias 18 e 25. Os encontros serão online devido à pandemia causada pelo coronavírus. As revistas serão distribuídas nos espaços culturais da cidade e universidade parceira e poderão ser retiradas assim que esses espaços estiverem abertos ao público.

As oficinas teatrais serão ministradas por artistas convidados do grupo Cirquinho do Revirado (Criciúma), com os artistas Reveraldo Joaquim e Yonara Marques, e também os mestres em teatro de Itajaí Ana Paula Beling e Jônata Gonçalves.

As oficinas são gratuitas e abertas ao público e serão realizadas das 10h às 12h, por meio de vídeo conferências. Inscrições já podem ser feitas através do e-mail: [email protected], enviando nome, idade, telefone e cidade.

“São 35 anos de permanência na arte, uma das características do grupo Anchieta é ser uma porta de entrada para aqueles jovens e adolescentes conhecerem o fazer teatral mais de perto, desde a produção até execução de um espetáculo teatral, desejo que todo esse trabalho árduo, nos estimule e provoque a olhar sempre para frente, com a porta aberta para aquele que desejar fazer teatro ou assistir”, acrescenta Valentim Schmoeler, fundador do grupo Anchieta Arte Cênica.

O projeto Anchieta Arte Cênica 35 anos é realizado pela produtora Anchieta Arte Cênica, por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, Prefeitura de Itajaí e Fundação Cultural de Itajaí e renúncia fiscal da APM Terminals, Brasfrigo S/A e Rodan.

Oficinas

*Dia 11 de outubro (domingo), das 10h às 12h.

Oficina Corpo Vocal: potencialidades expressivas para um corpo-atuante. Com Ana Paula Beling

Como pensar o corpo como corpo-vocal? Como pensar o corpo como corpo-atuante? Como explorar e potencializar a expressividade desse corpo que cria e que enfrenta a cena? O ator é entendido como potência e a atuação como produção de intensidades. E, aqui, se propõe aos participantes uma imersão em seus próprios corpos, memórias, experiências e repertório de movimentos e sensações/estados. A oficina pretende estimular e orientar a expressão corporal, a ação cênica, o movimento, a voz, os diversos sons corporais, a criação de material cênico.

*Dia 18 de outubro (domingo), das 10h às 12h.

Oficina: Poéticas do corpo na cena com Jônata Gonçalves

A partir do levantamento histórico de movimentos de vanguarda, de exemplos teóricos e práticos e de novos olhares que ressignificaram o modo de apresentar, contemplar e trabalhar o corpo na cena teatral, a oficina tem como objetivo abrir um espaço de discussão e reflexão para esses diferentes corpos. A oficina, de caráter expositivo, busca provocar nos oficineiros a compreensão e a expansão da percepção de novas poéticas do corpo dentro do ofício teatral.

*Dia 25 de outubro (domingo), das 10h às 12h.

Oficina O corpo na cena com Reveraldo Joaquim e Yonara Marques (Grupo Cirquinho do Revirado)

Nesta oficina propomos uma demonstração do processo de criação de cenas e condicionamento de um corpo a cena, a plateia de forma virtual acompanha os atores desenvolvendo ações coordenadas pelo ministrante da oficina, que dialoga com os atores e com espectadores, numa construção simultâneas de imagens para cena.

As vagas são limitadas e ao final da oficina o participante receberá certificado. Inscrições através do e-mail: [email protected] (enviar nome, idade, telefone e cidade)

Participantes do Anchieta 2020

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também