Balneário Camboriú e outras cidades enfrentam problemas com decoração de Natal

Relacionadas

A decoração de Natal anunciada para 30 de outubro pela empresa BRE Decorações [Adalberto Ramos da Rosa Neto Eireli], de São José dos Pinhais/PR, que venceu a licitação por R$ 1,4 milhão, foi adiada várias vezes (12 de novembro, 20 de novembro) e até hoje não entregou praticamente nada do previsto no edital.

(Divulgação)

Dos 14 pontos que seriam decorados em Balneário, apenas três foram ‘100% entregues’: o molhe do Pontal Norte, uma rótula na Rua 3.300 com a Terceira Avenida e a prefeitura. 

O molhe da Barra Sul não foi totalmente finalizado e a praça Higino Pio foi decorada pela empresa O Boticário, em licitação separada, e entregue no prazo estipulado.

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Geninho Góes, disse ao Página 3 que a área administrativa da prefeitura está em contato com a empresa. 

“Existe um contrato que prevê esses casos [atrasos e, neste caso, também falta de entrega do previsto no edital de licitação]. Ainda bem que não pautamos o Natal apenas na decoração e que os molhes ficaram quase prontos. Tivemos desfile, banda municipal, teatro, corais e os atrativos se organizaram”, explicou.

Questionado pela reportagem do jornal se ainda há chance de a decoração ser finalizada, o secretário confessou que não acredita mais nas palavras da empresa, já que muita enrolação aconteceu. 

“O desfile de Natal, que vem acontecendo todos os sábados, foi um exemplo de união da iniciativa privada, assim como a praça Higino Pio”, acrescentou.

A situação de Balneário se repete em outras cidades como Navegantes, Ituporanga, Balneário Piçarras. 

No Paraná, a cidade de Ponta Grossa cancelou o contrato de R$ 847 mil com a empresa, porque também não foram cumpridos os prazos delimitados pela prefeitura.

The post Balneário Camboriú e outras cidades enfrentam problemas com decoração de Natal first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também