Balneário Camboriú tem 114 casos de dengue e 1041 focos do mosquito transmissor

Relacionadas

De acordo com o Vigilância Ambiental, da Secretaria Municipal de Saúde, o município tem atualmente 1041 focos do mosquito Aedes aegypti e 114 casos de dengue. Destes,   41 autóctones (contraídos dentro do municipio), 70 indeterminados e três importados (contraídos fora do município), além de um caso de Chicungunya autóctone.

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti explicou que o número de casos indeterminados é alto, porque são pacientes que circularam por municípios vizinhos que possuem mais casos que Balneário Camboriú.

Eliane explicou também os números em relação ao ano passado são menores. 

“Ano passado encerramos com 210 casos autóctones e 54 indeterminados. Com a chegada do frio intenso aliada ao trabalho realizado diminuíram os casos de dengue”, disse.

Mas reforçou que com o calor fora de época e chuva, a população deve redobrar os cuidados para evitar o surgimento de novos Aedes pela região.

“É importante que a população colabore com o trabalho realizado pelos agentes, em deixar os mesmos realizarem as visitas, afinal não podemos esquecer da dengue e só lembrar da Covid-19”, alertou.

Os agentes que nesta semana estão visitando residências, condomínios e comércios no Centro, Estados e praias agrestes orientam as pessoas para eliminação de possíveis criadouros do mosquito da dengue. Basicamente ele gosta de água parada.

Os agentes estão uniformizados e identificados com crachás com as logos da Prefeitura e do Programa de Combate à Dengue. Em caso de dúvidas, a população pode entrar em contato com o setor pelo telefone (47) 3261-6264 para confirmar a visita.

A equipe atende denúncias feitas à Ouvidoria Municipal, pelos telefones (47) 3267-7024, 0800 644 3388, ou Whatsapp (47) 99982-1979.

Sintomas da dengue 

  • febre alta, de 39°C a 40 °C, de início abrupto;
  • dor de cabeça;
  • fraqueza;
  • dores no corpo;
  • dores nas articulações;
  • dor no fundo dos olhos.

Ao perceber os sintomas, procurar o serviço de saúde imediatamente.

Prevenção

  • evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia ou espuma até a borda;
  • manter lixeiras tampadas;
  • vedar os depósitos d’água, principalmente as caixas d’água;
  • evitar plantas como bromélias, pois acumulam água;
  • tratar a água da piscina com cloro e limpar uma vez por semana;
  • manter ralos fechados e desentupidos;
  • lavar com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
  • retirar a água acumulada em lajes;
  • manter fechada a tampa do vaso sanitário;
  • não acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;
  • denunciar a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;
  • Caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou vírus da zika, procure uma unidade de saúde para o atendimento.

The post Balneário Camboriú tem 114 casos de dengue e 1041 focos do mosquito transmissor first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também