Bandeira Azul será hasteada em dezembro, garantia de que até a Páscoa as praias estarão limpas e cuidadas

Relacionadas

Pela terceira temporada consecutiva, as praias do Estaleiro e Estaleirinho e a Tedesco Marina, hastearão a Bandeira Azul, selo de caráter socioambiental reconhecido em todo o mundo.

Normalmente, o hasteamento acontece antes, mas foi adiado por conta da pandemia de Covid-19 e do processo eleitoral, devendo acontecer somente após o segundo turno das eleições, segundo informou a secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi.

Santa Catarina é o Estado que mais possui Bandeiras Azuis, com 13 praias e duas marinas certificadas pela Foundation for Environmental Education (FEE).


Reforço na limpeza e mais lixeiras

O Programa Bandeira Azul promove o uso sustentável das áreas costeiras (marinhas e de água doce), realiza ações de educação e informação ambiental, exige qualidade de água e balneabilidade, segurança dos usuários e gestão ambiental. Para conquistar o selo é preciso cumprir todos os requisitos. As duas praias e a Marina Tedesco estão entrando em sua terceira temporada consecutiva com Bandeira Azul.

Só no verão

No entanto, estes cuidados com a limpeza e a sustentabilidade são cumpridos somente durante os meses de verão, ou seja, enquanto a bandeira estiver hasteada, ainda assim, com ressalvas. Há poucos fiscais e muitos visitantes que não respeitam regras básicas, como evitar sentar na restinga e jogar lixo no chão.

Quem frequenta as praias o ano todo sente ‘falta’ do cuidado, principalmente nos finais de semana, quando o fluxo tornou-se intenso, com direito a “churrasquinho’, isopor com cerveja e todo o tipo de lixo no chão, apesar de haver lixeiras (que ficam transbordando).

Questionada sobre essa questão, a secretária lembra que o selo é válido por um período – de dezembro até a Páscoa, e não para o ano inteiro.

“A Bandeira tem um período, mas isso não diminui a necessidade do cuidado com as praias. O que vamos fazer para essa temporada é a ampliação dos serviços da Ambiental, de limpeza da praia, vamos fazer também a colocação de mais lixeiras na praia, o que deve acontecer, mas também precisamos contar com a colaboração da população e dos proprietários de restaurante, que servem comida na praia e acabam gerando resíduos”, salienta.

Banheiro depende de licitação

Outra reclamação dos frequentadores é o banheiro que só funciona quando a bandeira está hasteada. Heloísa disse que não irão abri-los antes do contrato com a empresa terceirizada. “Quando for homologada a licitação, iremos abri-los e disponibilizá-los à comunidade, porque dependemos dessa empresa, já que hoje não há funcionários públicos para permanecer lá fazendo a manutenção constante que exige”, aponta.

SC é o Estado com mais Bandeiras Azuis

Além das duas praias de Balneário e da Tedesco Marina, possuem Bandeira Azul as praias de Lagoa do Peri (Florianópolis), Praia Grande (Governador Celso Ramos), Praia de Piçarras (Balneário Piçarras), Praia de Quatro Ilhas (Bombinhas), Praia de Mariscal (Bombinhas), Praia da Saudade (São Francisco do Sul), Praia do Forte (São Francisco do Sul), Praia da Conceição (Bombinhas) e Praia Grande (Penha) e o Iate Clube de Santa Catarina (ICSC), de Florianópolis.

Pedro Cezar Schmidt…machucada por cenas como esta.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também

Novo comando da Guarda Municipal de Balneário será anunciado até o final da semana

O secretário de Segurança de Balneário Camboriú, Antônio Gabriel Castanheira Junior, disse que até o final desta semana será anunciado o novo comando da...

Obra da Emasa altera trânsito no Nova Esperança

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) comunicando que haverá alteração no trânsito, entre a Rua Alécio Domingos Linhares e a Marginal Oeste,...

Parklets Balneário Camboriú: o correto é que tivessem um padrão

Por William Delfino Jr Parklets como os que foram feitos na Terceira Avenida acho muito positivo (eles são permitidos em Balneário Camboriú desde 2019),...