Canteiro de obras para alargamento da praia central de Balneário Camboriú começou a ser montado

Relacionadas

O canteiro de obras para o alargamento da faixa de areia da praia central de Balneário Camboriú começou a ser montado na manhã desta terça-feira (9), no Pontal Norte, bem ao lado do molhe.

As empresas responsáveis [em consórcio] são a brasileira DTA Engenharia e a belga Jan de Nul. A obra deve durar de quatro a seis meses e custará R$ 66,8 milhões, sem incluir a reurbanização da Avenida Atlântica.

O Página 3 recebeu vídeo e fotos de leitores que caminhavam pela praia central nesta manhã e registraram a montagem do canteiro de obras – que foi confirmada por um trabalhador do local e pela assessoria da prefeitura [que em breve deve emitir uma nota oficial].

Em janeiro, o prefeito Fabrício Oliveira havia informado ao jornal que as obras deveriam iniciar ainda naquele mês, mas foram adiadas para março, porque as licenças ambientais concedidas, pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, impõem a condição que não seja feito durante a temporada de verão.

A atual faixa será ‘engordada’ em 90 metros que se somam aos 30 metros existentes em média. Descontada a parte submersa, tende a sobrar cerca de 60m de faixa útil de areia.

Segundo os técnicos, no caso de Balneário Camboriú, o alargamento será feito com areia de uma jazida localizada no mar a cerca de 15 km de distância da praia.

Essa areia será escavada, colocada no porão de uma draga, trazida até perto da praia e bombeada por tubos para o aterro. O volume é estimado em 2 milhões de metros cúbicos, o equivalente a 333 mil viagens de caminhão com caçamba.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também