Casal é morto em confronto com a polícia, em Camboriú: homem era procurado por assassinato de PM

Relacionadas

Um homem de 29 anos e uma mulher de 25 foram mortos, na noite de quinta-feira (25), em um confronto policial, em Camboriú. O homem é acusado de ter matado a policial militar Bárbara Aline Gonçalves da Rocha, em 2016. Ele estava foragido da Justiça há seis meses. 

Segundo a Polícia Militar, o trabalho para localizar o homem foi feito pela PM do Paraná, que descobriu que ele estava na região de Balneário. A polícia daqui ajudou a paranaense e conseguiram abordar o casal, pouco depois das 20h de quinta-feira.

O rapaz e sua companheira teriam reagido na chegada da equipe de policiais na casa deles, na Rua Coqueiros, no Bairro Tabuleiro.

O casal fugiu para dentro de casa e pegou armas – uma pistola CZ e um revólver calibre 38 [posteriormente a PM também localizou na casa deles documento falso e uma porção de maconha]. Os policiais revidaram e atiraram contra os dois. 

O homem foi baleado, segundo o Corpo de Bombeiros, na região da clavícula, tórax, abdômen, coxa direita e cabeça, e a mulher no tórax. Os dois morreram no local.

O homem tinha passagem pelo homicídio da policial Bárbara e por roubo, já a mulher dele por roubos e sequestro.

Saiba mais

A soldado Bárbara foi assassinada no dia 24 de dezembro de 2016 em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Ela estava no momento de folga quando foi alvo de disparos no comércio da família. Ela tinha 24 anos e estava há três anos na PM do Paraná. Logo após o crime, as ações da PM resultaram na localização dos envolvidos na cidade de Guaratuba em janeiro de 2017.

O autor dos tiros que vitimaram Bárbara foi condenado a 27 anos de prisão, mas conseguiu fugir da prisão em setembro de 2020, sendo localizado em Camboriú, onde faleceu em confronto.

The post Casal é morto em confronto com a polícia, em Camboriú: homem era procurado por assassinato de PM first appeared on Página 3.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também