CONFIRA TUDO SOBRE O CARNAVAL DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ AQUI

Relacionadas

Renata Rutes

A cada ano que passa, o Carnaval de Rua de Balneário Camboriú vem ganhando mais espaço e adeptos.

Neste ano está programado o desfile de 28 blocos carnavalescos e uma Escola de Samba, a Unidos do Samboriú, de sábado (22) a terça-feira (25).

Os organizadores dizem que este será o melhor e o maior Carnaval dos últimos 10 anos.

A expectativa do trade turístico é de bastante movimento, com ocupação de pelo menos 90% da rede hoteleira.

Nesta reportagem especial, o Página 3 traz as expectativas, os participantes dos desfiles de rua (blocos e escola) e a programação deste feriadão carnavalesco. 

Será um Carnaval bem brasileiro

A reportagem conversou com o trade turístico e representantes dos empresários e lojistas de Balneário Camboriú, que opinam sobre a expectativa de cidade cheia, já que o movimento desde o fim de janeiro deu uma decaída. Confira.

Valdir Walendowsky
Secretário de Turismo de Balneário Camboriú

“Estou em contato frequente com o pessoal da hotelaria e as expectativas estão super boas, com mais de 90% de ocupação. Inclusive já há hotéis lotados. O tempo também está ajudando, a previsão é de sol. Há lugares de agito para o Carnaval, mas Balneário é um destino bom também para as famílias, com opções para todos. Nosso público principal deve ser de São Paulo para baixo, Rio Grande do Sul, Paraná, e também os catarinenses. Estamos ainda com argentinos, chilenos. paraguaios, uruguaios. Os argentinos não estão deixando de vir, aqueles que possuem condição financeira estão vindo. A nossa programação foi planejada voltada para as famílias, dando oportunidade para o aspecto da cultura local e regional, não investimos mais em shows nacionais, o foco são as grandes obras de infraestrutura para tornar Balneário Camboriú cada vez melhor. O destino Balneário Camboriú precisa estar cada vez mais atualizado – o engordamento da praia muito falado agora vamos fazer, as requalificações das vias públicas… esses são os objetivos do prefeito e do vice-prefeito e nós apoiamos. Balneário Camboriú tem dinheiro para trazer grandes shows, mas o viés não é esse. Abrimos o edital de apoio aos blocos e Escola de Samba com o valor limite de R$ 250 mil, também foi mais R$ 100 mil investido em estrutura, como palco, decoração, seguranças, banheiros, grades. Os shows (Chimarruts, Dazaranha, Nego Joe e Sem Abuso) foram valores pequenos, nada comparado aos que aconteciam antes. Vejo que a temporada segue até a Páscoa, até porque o melhor clima na região é o outono, com os dias e noites mais bonitos, com tempo bom, calor. Temos também a Semana do Turismo do Uruguai, que é 10 dias antes da Páscoa”.

Osny Maciel Júnio
Presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e gerente do Hotel Sibara

“A expectativa do Hotel Sibara está na faixa de 90%, mas creio que a cidade também fique entre 90 e no máximo 95% de ocupação. Com certeza o público que mais está vindo para o Carnaval é o brasileiro. A diminuição do argentino se prolongou realmente, continuou no mês de fevereiro, mesmo sendo mais barato. A gente vê pela cidade alguns argentinos, mas realmente a mudança de governo, a situação econômica deles diminuiu muito a vinda desse público, e isso está se refletindo até o momento. É o ‘último respiro’, o último momento da temporada vai ser o Carnaval realmente, tanto que aqui no hotel no dia 26, na quarta-feira, a gente dá por encerrada a temporada. As faculdades começam as aulas, as escolas particulares começam, já estamos chegando no fim do verão…Não foi uma temporada ruim, a gente manteve a mesma ocupação de dezembro e janeiro igual o ano passado e o mês de fevereiro foi muito bom para nós aqui. Tivemos um aumento em 50% de ocupação. Não podemos dizer que fevereiro do ano passado foi base, porque foi muito fraco pra toda a cidade, mas é um ponto, né? Temos que melhorar o ano que passou, e conseguimos isso. Se formos fazer uma média podemos dizer que voltamos à ocupação de 2017 e 2018”.

Margot Rosenbrock Libório
Proprietária dos hotéis Bella Camboriú e Rosenbrock e vice-presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau (BC Convention)

“Acredito que o Carnaval terá ocupação por volta de 90%. O ritmo de reservas segue atrasado (muitas reservas em cima da hora). Fevereiro vem com uma ocupação abaixo do esperado e o mercado argentino segue fazendo falta. No Carnaval o perfil é mais de casais ou então jovens amigos, o perfil familiar não é o forte do feriado. Muita gente aqui do mercado interno mesmo, bastante Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, a região aqui do Rio Grande do Sul, penso que esses são os que vão estar em maior número aqui no Carnaval. A temporada em si não dá para dizer que foi ruim, mas também não foi aquele verão que ‘explodiu’. Tivemos um fluxo muito bom até dia 25 de janeiro, mas depois a queda foi acentuada. A gente já sabia que não ia ser fácil, mas realmente fevereiro precisaria de uma ocupação um pouco maior. Sentimos muito a falta do mercado argentino, até porque o paraguaio já cai em fevereiro, o Chile também está em crise, e sozinho o mercado nacional não conseguiu segurar o fluxo para dizermos que foi uma boa temporada. Tivemos a impressão de que a temporada acabou muito mais cedo, não foi legal. E o Carnaval também não é um movimento que vai ‘explodir’ durante esses quatro dias. Um movimento de 85 a 90% não é o que é esperado, a gente espera um Carnaval sempre 100%, então realmente não foi uma temporada fácil, mas poderia ser ainda pior, por isso que a gente não reclama tanto. Balneário é um destino que tem um posicionamento bom, e o mercado brasileiro até reagiu mais do que a gente esperava, mas não é ano fácil, não. Em março vamos ver como vai ser, as tarifas estão menores, abril tem feriados bons, com eventos programados, mas não foi um verão que ‘sobrou’. Nosso único movimento recorde foi de 26 de dezembro a 05 de janeiro, com a questão das férias coletivas que estavam muito concentradas naquele período, tivemos uma demanda até excessiva, mas não tem equilíbro. Até dia 25 de janeiro o movimento foi bom, mas de 26 de janeiro em diante a queda foi acentuada demais, não é uma situação saudável para o mercado”.

Vilton João dos Santos
Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Balneário Camboriú

“A CDL está bastante otimista com o fluxo de turistas que deverá visitar Balneário Camboriú no Carnaval. Segundo informações coletadas junto à Secretaria de Turismo, 90% dos 23.000 leitos da rede hoteleira já estão ocupados. Alguns hotéis inclusive não têm mais vagas. Nosso comércio está aguardando ansiosamente os nossos visitantes. A CDL entende que Balneário Camboriú e região tem o privilégio de usufruir de “minis temporadas” ao longo do ano, a exemplo dos feriadões de Páscoa, Dia do Trabalho e Corpus Christi. O ano de 2020 vai ser repleto de feriadões, o que deve movimentar o turismo e, por consequência, o comércio local. O comerciante deve estar atento e ser criativo para aproveitar estas oportunidades com promoções diferenciadas, vitrines temáticas e treinamento da equipe de vendas para que ela esteja preparada quando o visitante chegar em sua loja. O comércio é potencialmente um gerador de boas experiências para quem visita Balneário Camboriú. No início de março vamos fazer uma pesquisa junto aos nossos associados para analisarmos como foi o movimento total da temporada de verão”.

Maria Pissaia
Presidente da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc)

“As expectativas dos associados e diretoria da Acibalc são muito positivas. O Carnaval em si, por natureza, já movimenta a cidade. Em conversa com o setor hoteleiro a ocupação está em torno de 90 a 98%, os equipamentos turísticos também, por consequência dessa lotação hoteleira e desse turismo temporário, acabam tendo um movimento bastante positivo. O nosso trade aqui da Acibalc vê com muitos bons olhos, é o último grande feriado, após esse só o de Semana Santa, que será um pouco maior. As expectativas estão muito boas para todos os setores, para o comércio, serviços, para a parte turística de entretenimento. Eu acho que será muito positivo, sim”.


Liga Carnavalesca espera pelo menos oito mil foliões nos desfiles em Balneário Camboriú

Expectativa da Liga Carnavalesca é reunir oito mil foliões nos quatro dias de desfiles

A expectativa da Liga Carnavalesca de Balneário Camboriú é que esse seja o maior Carnaval dos últimos 10 anos. Participam dos desfiles de rua 28 blocos – sete a mais do que em 2019. Haverá desfiles a partir de sexta-feira (21) até terça-feira (25), outra novidade deste ano, já que na terça a programação já encerrava.

• Blocos de rua são os destaques

O presidente da Liga, Evandro Rocca, explica que já bateram o recorde de 2019, com a participação de, até então, 28 blocos e Escola de Samba Unidos do Samboriú. 

“E ainda está tendo procura. Para sair no Bloco da Liga conseguimos encaixar até um dia antes. A Liga terá um trio-elétrico que acompanhará todos esses blocos novos, além da banda Tipo Exportação, de Luiz Alves”, salienta.

Segundo Evandro, a Liga está ‘sentindo a evolução’ do Carnaval de Balneário ao longo dos anos, e ele conta que inclusive estão vindo muitas pessoas de fora, tanto de países do Mercosul como de outros estados brasileiros, como São Paulo e Paraná. E, ao invés desses grupos procurarem blocos locais, estão querendo abrir seus próprios blocos. 

 “Por isso o recorde. A nossa expectativa é que esse seja o maior Carnaval dos últimos anos. Somente o Bloco da Liga deverá reunir 600 pessoas. Ao total, de sexta a terça, devem desfilar de oito a nove mil pessoas”, diz.

O presidente destaca a programação de terça-feira, que será uma micareta com três trios-elétricos: Ilha das Cabras, DJ Folia e Siri Sarado. 

“Os blocos tradicionais também seguem fortes, como Xinellis, Mexe-Mexe e Inimigos da Segunda. A Samboriú vem muito bonita na avenida. Eles mudaram a presidência, agora quem está à frente é a carnavalesca Joana Darc, que atua há 30 anos no Carnaval de Balneário”, acrescenta.

• Na Tamandaré também

Na Tamandaré – banda Dazaranha é uma das atrações do Carnaval de BC

Evandro cita ainda a programação da praça Almirante Tamandaré, que conta com shows nacionais (Sem Abuso, Dazaranha, Nego Joe e Chimarruts) e bandas carnavalescas.

“Ficamos muito satisfeitos. 85% da programação são bandas carnavalescas, além dos shows nacionais que também são importantes. Vai agradar a todos os públicos. Os horários também estão bem organizados, assim como a segurança”, analisa. 

Evandro comenta que o palco da Tamandaré neste ano estará virado para a praia central, assim a sonorização não vai mais se espalhar e atrapalhar os blocos – algo que era bastante citado pelos foliões.

• Corte Carnavalesca

Está acontecendo também a eleição para a Corte Carnavalesca (Rainha, Rei Momo e duas Princesas) de Balneário Camboriú. Até quarta-feira (19) ocorreu a fase online. A etapa final será presencial na sexta-feira (21), às 20h, na Tamandaré. As 10 candidatas à Rainha mais votadas e os três Reis Momos mais votados vão se apresentar para os três jurados (a presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Bia Mattar, o colunista social Fernando Fischer e Sônia Maria Costa Demétrio, carnavalesca de Navegantes, fundadora do Bloco Carnavalesco Cara & Coragem, que já foi destaque na Revista Veja pelo seu pioneirismo em profissionalizar o Carnaval regional, ainda em 2002). 

“Os votos online serão um diferencial, assim como a torcida”, completa Evandro.


Bloco da Liga vai contar com a participação de 11 blocos carnavalescos

Bloco da Liga – oportunidade para novos blocos, reúne 11 ‘alegorias’

De sábado (22) a terça-feira (25) desfilam 28 blocos carnavalescos e Escola de Samba, coordenados pela Liga Carnavalesca de Balneário Camboriú, que também tem o seu Bloco da Liga, que une os 11 novos blocos da cidade, desfilando gratuitamente como ‘alas’.

O diretor da Liga Carnavalesca de Balneário Camboriú, Reni Prestes, explica que após o sucesso de várias edições do Carnaval de Balneário Camboriú com shows nacionais e a união de pequenos blocos que desfilavam na avenida, surgiu a ideia, ainda em 2013, de fundar a Liga, que é responsável por representar os blocos e Escola de Samba da cidade. 

“Desde então a cada ano mais e mais grupos se associam e participam ativamente das ações, que variam de encontros musicais, oficinas, palestras e escolha da Corte Carnavalesca (como está acontecendo neste ano)”, diz.

Em 2019 a Liga criou o Bloco da Liga, que agrega novos blocos ou grupos carnavalescos que ainda não possuem estrutura para desfilar de forma independente, bem como os que optaram por não participar do edital do poder público. “Sem custos, a Liga disponibiliza trio-elétrico e banda. O sucesso foi tanto que este ano, o Bloco da Liga BC vai para a avenida com cerca de 11 agremiações que desfilarão como ‘alas’, cada uma com seus abadás e fantasias. Domingo (23) a partir das 20h, todos se concentrarão na Avenida Atlântica, altura da Rua 2.000, ao som de um grande trio-elétrico e animação da banda Tipo Exportação, da cidade de Luiz Alves”, explica. Inclusive quem quiser acompanhar gratuitamente o grupo (mesmo sem participar de nenhum bloco) também pode.

Desfilarão no Bloco da Liga este ano:

  • Bloco Tôkitô
  • Bloco UniDomBosco
  • Bloco Só Não Vai Quem Já Morreu
  • Bloco 1007, Bloco da Alegria
  • Bloco do Café
  • Bloco da Mary Ritmos
  • Bloco Só Nós No Beco
  • Bloco Surtados
  • Bloco Denádegas
  • Bloco Amor de Kenga 

Mexe-Mexe: o mais tradicional comemora 30 anos de Carnaval 

Mexe-Mexe, o mais tradicional com 30 anos de Carnaval

Desfilando pelas ruas de Balneário Camboriú há 30 anos, o bloco Mexe-Mexe segue firme. Fundado em novembro de 1989, quando um grupo de cerca de 15 amigos (contando seus familiares), sentiram a necessidade de ‘brincar o Carnaval de rua’, que não existia em Balneário na época. O Mexe-Mexe sai na sexta-feira (21), às 20h45, e abre os desfiles de sábado (22) a segunda (24), nesse mesmo horário. Haverá também apresentação na praça Almirante Tamandaré na terça-feira (25).

Marisa Inês Regis fazia parte desse grupo de amigos e permanece até hoje no Mexe-Mexe, sendo vice-presidente. Ela relembra que os encontros aconteciam no Bar do Mano, localizado na Rua Inglaterra, no Bairro das Nações, e lá já tocavam sambas e cantavam, mas Carnaval não existia. O primeiro desfile do grupo, já com o nome Mexe-Mexe, aconteceu no Carnaval de 1990. 

“Desde o primeiro momento decidimos tocar as marchinhas de Carnaval e sambas de raiz, para recriar a saudável brincadeira de Carnaval de Rua, entre familiares e amigos. Na primeira vez seguimos a pé, cada um carregando seus instrumentos, da Rua Inglaterra até o Calçadão da Avenida Central”, diz.

Em 1992 a prefeitura fez o primeiro Carnaval oficial da cidade, e em 1994 o Mexe-Mexe adquiriu o Jeep e a famosa carretinha, que foram reformados e seguem até hoje.  

“Nesses 30 anos completados em 2019, nunca deixamos de sair em um Carnaval sequer, com ou sem desfile oficial”, acrescenta. O espírito familiar e de Carnaval entre amigos não se perdeu com o passar dos anos, tanto que mesmo tendo venda de abadás, o Mexe-Mexe preza por controlar o número, já que o objetivo não é ser um bloco grande – a maioria dos ‘foliões’ são amigos e familiares, que se reúnem inclusive ao longo do ano. 

Marisa analisa que a sociedade mudou muito dos anos 90 para hoje, mas que o Mexe-Mexe ‘nem tanto’, permanecendo fiel às marchinhas, por considerarem que eles, com sua simplicidade e pluralidade, mantém o Carnaval. “Trio-elétrico, Escolas, grandes blocos, tudo vale, tudo é cultura, apenas optamos pelas marchinhas e sua simplicidade. Inclusive o bloco não tem fantasia, é camiseta, bermuda e chinelo (risos). A prioridade é a música. Por exemplo, estes dias o bloco passou pela cidade e tocamos ‘Colombina Iê Iê Iê’, quem mais tocaria? Só nós (risos)”, explica. 

A vice-presidente vê que a Liga Carnavalesca também vem contribuindo com o Carnaval de Balneário, assim como poder público. 

“Mas o principal é que tem público, o povo participa e gosta”, diz. Mesmo assim, Marisa vê que é preciso mais incentivo financeiro, porém afirma que ‘o espírito carnavalesco, o da felicidade por nada, esse o povo brasileiro traz na alma e não acaba, não’. 

“Balneário Camboriú é uma cidade atípica, turística, precisa de entretenimento. Se um dia resolverem importar Escolas e fazer um desfile colossal, vai ter público, inclusive nós (risos), mas o mais importante é não ‘matar’ os blocos e isto Balneário não faz, eles se multiplicam”, completa.

Programação

  • Sexta-feira (21), às 20h45, o Mexe-Mexe sairá pelas ruas sem parar, só com os integrantes e a carretinha.
  • Sábado, domingo e segunda (22, 23 e 24) o bloco sai da Rua 2.000 indo até a Tamandaré com todos os foliões dos desfiles de blocos.

Terça-feira (25) é o que mudou, este ano vamos tocar 45 minutos no palco da Praça Tamandaré”, completa.


Carnaval infantil em Balneário Camboriú: as crianças também têm espaço! 

Carnaval Infantil para a criançada na Tamandaré

A tarde do Domingo de Carnaval (23) e a segunda-feira (24) prometem ser agitadas para as crianças moradoras de Balneário e os pequenos turistas que estiverem visitando a cidade. A partir das 16h de domingo haverá um Carnaval Infantil na Praça Almirante Tamandaré, com muita interação, música e diversão. Já na segunda-feira (24), também a partir das 16h, o agito será no Balneário Shopping. Os dois eventos são gratuitos e abertos ao público. 

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, explica que o Carnaval é a maior representatividade da cultura brasileira, lembrando que a cidade conta com programação diversa, e as crianças também estão incluídas.  

“Eles merecem se divertir nessa data e por isso inserimos assim como no ano passado um momento para as crianças curtirem com os pais e familiares. O Carnaval em Balneário Camboriú não é só para os adultos”, diz. 

Quem animará a festa na Tamandaré é o conhecido DJ Folia, comandado por Beto Teixeira, que em 10 anos de Carnaval em Balneário Camboriú sempre reservou um momento também para as crianças.  

“A nossa festa com as crianças é o maior sucesso, será muito bacana, assim como já foi em 2019”, acrescenta. 

• No Balneário Shopping também

Balneário Shopping também terá Bailinho de Carnaval

O Bailinho de Carnaval 2020 do Balneário Shopping será na segunda-feira (24), das 16h às 20h. Especialmente criado para as crianças se divertirem com segurança durante a festa mais popular da cultura brasileira, o evento promete despertar a criatividade dos pequenos foliões em uma tarde muito animada.

  • Neste ano, o Bailinho de Carnaval será na entrada principal do shopping, no primeiro pavimento (L1).
  • A programação inclui concurso de fantasias para os pequenos e também para os pets, além de pintura facial, recreação infantil e outras surpresas, tudo ao som de uma playlist muito especial para a data.
  • Para ter acesso à festa, basta acessar o link , clique aqui e realizar a inscrição gratuita.
  • As vagas são limitadas.

Inimigos da Segunda: o maior bloco de Balneário Camboriú

Inimigos da Segunda é o maior bloco carnavalesco da cidade

O Inimigos da Segunda, que é o maior bloco de Balneário Camboriú, vai levar para a Avenida Atlântica, na noite de domingo (23), 1,8 mil foliões. O Inimigos já acumula 12 anos de história, e neste ano tem novidade. O investimento para o desfile foi de R$ 80 mil.

O presidente do bloco, Victor Alves, que também foi um dos fundadores, ainda em 2008, conta que ele e seus amigos (13 pessoas no começo) jamais imaginavam que chegariam onde estão hoje.  

“Aconteceu sem querer, mas há cinco anos decidimos nos profissionalizar. Nem todos os 13 que começaram seguem hoje, mas eu e alguns ainda sim. É gratificante ver aonde chegamos, sendo o maior bloco de Balneário. Neste ano planejamos levar 1,8 mil pessoas para a avenida. Até o momento já vendemos cerca de mil abadás”, explica. 

Victor salienta que pela primeira vez vão ter show de samba e pagode junto ao trio-elétrico, com o cantor Cesinha (ex-Sem Abuso), além de uma dupla de funk (L’Boy e MK) que vai fazer o esquenta a partir das 20h na Rua 2.000 (o desfile inicia por volta das 22h). Participa também a já conhecida Bateria Show do grupo. O Inimigos é open bar, patrocinado pelas marcas Skol Puro Malte e Corote.

Ele diz que hoje pelo menos 45% do público que participa do bloco é de turistas de outros estados, como Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. Ao contrário de como era no início, onde eram predominantemente amigos próximos que curtiam juntos, hoje, segundo ele, 80% dos participantes ele não conhece.  

Questionado sobre o futuro do bloco, Vitor diz que pensa em fazer um ‘arrastão’ uma vez por ano, como o Bloquete de Floripa. 

“Fazer uma festa mesmo, tirar da rua. Como estamos hoje financeiramente fica pesado, o nosso desfile custa R$ 80 mil. Prezamos pelo conforto, contratamos 80 seguranças por fora, além dos entregadores de bebida. São 103 pessoas empregadas no dia do evento. É triste pensar em sair da rua por sermos o maior bloco de Balneário e o público já nos conhecer, mas nos sentimos nadando contra a maré. O Inimigos se tornou um negócio e precisamos fazer ele crescer, nos tornamos refém de uma situação”, pontua.

Por isso, Victor vê que o poder público e a iniciativa privada deveriam ‘acordar’ e ver a vocação turística e a importância que o Carnaval de Balneário já possui.

“Esse feriado fomenta a vinda de turistas, movimenta a economia também. O investimento público e privado ainda é escasso, somos uma cidade turística e deveria haver mais investimento nesse sentido. As críticas não são em relação ao governo e sim na esfera total, comerciantes, pessoal da hotelaria e restaurantes. Deveríamos todos trabalhar juntos para trazer turistas para a nossa cidade. Se 45% dos participantes do Inimigos vêm de fora, estamos falando de pelo menos 500 pessoas, se cada uma delas gastar R$ 500 estamos falando de R$ 250 mil, então dá um volume grande”, acrescenta.

O presidente analisa que os blocos também precisam ‘se mexer mais’ atrás de patrocínio, e não contar apenas com o apoio público (através de edital).

Muita gente espera o poder público ajudar, acham que a prefeitura tem que resolver tudo, e não é assim. Precisamos correr atrás, buscar a iniciativa privada, se não as coisas não acontecem”, completa.

  • Os abadás para participar do desfile do Inimigos da Segunda podem ser adquiridos online através do site Loop Ticket ou no quiosque do bloco no Atlântico Shopping (das 14h às 22h) a partir de R$ 120 – há também promoções para compra coletiva. 

Samboriú vai levar a lenda das sereias para a avenida

Samboriú, única Escola de Samba da cidade, vai apresentar no desfile o mito das sereias

A única Escola de Samba de Balneário Camboriú, a Unidos do Samboriú, vai levar para a Avenida Atlântica 350 componentes, que com o tema ‘As águas vão rolar’ vão contar sobre a mitologia das sereias. A Samboriú desfila no sábado (22), às 22h40, com saída da Rua 2.000 seguindo até a praça Almirante Tamandaré.

• Muita garra

Zica Rasmussen, que é da diretoria da Samboriú, explica que a Samboriú contará neste ano com 300 componentes em seu desfile, mais 50 na bateria. As fantasias desta vez estão sendo produzidas em Balneário, no barracão da escola e na ‘Casa da Mãe Joana’ – Dona Joana D’Arc Militão é a presidente da Samboriú. Ela acumula 30 anos de Carnaval em Balneário Camboriú. 

“Perto do Carnaval a casa dela vira um verdadeiro pavilhão de Escola de Samba. Tem fantasia na sacada, na cozinha, nos quartos. A nossa presidente faz questão de ela confeccionar as fantasias”, salienta.

Zica conta que a nova diretoria da Samboriú está atuando ‘com muita garra’, destacando que pegaram a Escola com ‘muitas dificuldades e dívidas’.

“Estamos começando tudo do zero e essa garra não é só da diretoria, é da comunidade inteira. Nestes sete anos de Escola eu acho que nunca foi tão representada a união da Samboriú. O pessoal está indo no barracão ensaiar, está procurando, estamos com alegria, união e garra. Essa é a principal novidade deste ano, espírito novo, garra nova, pessoas que amam o Carnaval e fazem por paixão”, diz. 

• Desfile em 45 dias – público pode participar

O desfile deste ano começou a ser planejado há 45 dias, quando a nova diretoria assumiu a Escola, mas segundo Zica será um ‘desfile muito bonito’ e que estão trabalhando muito para levar o melhor que podem para a avenida. 

“A responsabilidade é ainda maior por sermos a única Escola de Samba de Balneário Camboriú, mas com esses 45 dias vamos conseguir apresentar um espetáculo para o povo. Queremos que o apoio de toda a população, que venham desfilar, que nos aplaudam, porque estamos fazendo com muito amor, são famílias engajadas para fazer um espetáculo pra vocês”, acrescenta. Inclusive o público está convidado a participar, há fantasias disponíveis para quem quiser desfilar junto com a Escola

  • Informações pelo fone (47) 984619919 – com Zica). 

O desfile de 2021 já começará a ser organizado quando o deste ano acontecer, Zica afirma que a nova diretoria está focada em um planejamento maior, para entregar um trabalho ainda melhor no próximo ano. 

“Porque paixão e garra nós temos, o que faltava era organização, e a nova diretoria veio para organizar, profissionalizar. Em novembro de 2020 já queremos estar com camisetas e samba pronto”, diz. 

• “O Carnaval de Balneário poderia ser muito maior”

Zica opina que o Carnaval de Balneário ‘já poderia ser muito maior’, mas comemora que ele está crescendo, mesmo que a evolução ‘não seja do tamanho que gostaríamos’, citando o envolvimento dos empresários, que poderia ser melhor. “Existe uma cidade no Oeste de Santa Catarina, de 27 mil habitantes, e eles fazem um Carnaval lindo. Eles não dependem do poder público, e sim dos empresários, que se engajam porque sabem que atrai turistas. Já que nós somos uma cidade turística o poder público poderia investir um pouco mais, mas principalmente os empresários. O Carnaval dura sete dias, durante sete dias o turista fica aqui, diferente do Ano Novo, onde eles ficam dois. Sonhamos com um Carnaval grande, inclusive com mais Escolas de Samba”, completa.

Bateria na Tamandaré

  • A bateria da Samboriú se apresentará no palco da praça Almirante Tamandaré às 19h de sexta-feira (21) e às 21h de segunda-feira (24).

DJ Folia: 10 anos de Carnaval e três mil foliões na avenida 

DJ Folia já é um clássico do Carnaval de BC

Neste ano o trio DJ Folia está completando 10 anos de Carnaval, tendo sua história ligada ao tradicional Carnaval de Navegantes, o Navegay, mas acabando por se concentrar em Balneário Camboriú, onde faz o maior sucesso sob o comando do empresário Beto Teixeira.

Beto relembra que a primeira saída do trio, no Navegay, foi organizada em dois dias, com ajuda de amigos.

“Muita coisa mudou, nosso trio aumentou e melhorou em qualidade de som, iluminação e organização”, analisa. Neste ano, há novidades: o DJ Folia está levando para a avenida duas campanhas sociais, em parceria com a ONG Viva Bicho e o Rotary Club de BC. 

“Todas as latinhas que o trio e o nosso bloco consumirem os lacres serão revertidos em muletas e cadeiras de rodas para quem precisa e os valores arrecadados com a reciclagem das latinhas iremos comprar remédios para os bichinhos da Viva Bicho”, conta.

A expectativa para esse ano é levar para a avenida três mil foliões nos três dias de Carnaval atrás do trio elétrico. Segundo o organizador, o público do DJ Folia é bem diversificado, desde jovens como idosos, famílias com crianças, além de argentinos, público de vários estados brasileiros e moradores de Balneário Camboriú.

“Como nossa estrutura é muito bem organizada e segura os papais se sentem à vontade a levarem seus filhos em nosso trio, inclusive minha filha irá levar meu neto de um ano. É impressionante como a cada ano tem aumentado o número de foliões na avenida, fruto de nosso esforço em divulgar com o DJ Folia em toda Avenida Atlântica e Brasil uma semana antes do Carnaval”, acrescenta. 

Teixeira diz que a prefeitura está ‘começando a ver o Carnaval de Rua como uma forma de atrair mais turistas’, mas acredita que ainda falta apoio tanto da iniciativa privada quanto do poder público. 

Quem quiser sair junto do DJ Folia pode escolher: há saídas no sábado, domingo e segunda-feira. Sábado a atração do trio é o Sem Abuso, grupo de pagode bastante conhecido na região (nesse dia a expectativa é reunir dois mil foliões). No domingo, a animação fica por conta da Banda Folia, a banda oficial do DJ Folia, que animará a avenida com as músicas atuais e antigas em arranjo de carnaval. E na segunda-feira o trio apresenta a sua ala Seg a Loka, onde os foliões podem trocar seus abadás por fantasias. 

“Nesse dia também celebramos a diversidade, o som fica por conta do DJ Teixeira, Banda DJ Folia e convidados”, explica Beto.

  • O abadá custa a partir de R$ 110 e pode ser adquirido pelo site www.djfolia.com.br, no QG DJ Folia na Barra Sul (no Edifício Ibiza Towers), na Smart Center do Atlântico Shopping e nas redes credenciadas do Ingresso Nacional.  

Bloco Xinellis: 13 anos de história em Balneário Camboriú

Xinellis, 13 anos de história em Balneário

Criado em 2007 no Carnaval de Rua de Balneário Camboriú, o Bloco Xinellis vem desde lá se destacando, junto do trio-elétrico Carnatuga (tradicional Bonde do Portuga). O bloco teve início com 50 componentes e neste ano pretende levar, com o tema ‘Carnaval em Veneza’, 800 foliões para a avenida.

O presidente do bloco, Roni Augusto Raimundo, conta que desde o início o grupo se propôs a tentar reproduzir na avenida ‘o verdadeiro carnaval dos antigos salões’. 

“Nosso tema para o Carnaval 2020 é ‘Carnaval em Veneza’ e nossas características são segurança particular, quesito que nos ajudou a foliar em 2019 sem nenhuma ocorrência em nosso bloco, open bar (cerveja Skol Puro Malte e água) e banda ao vivo com trio-elétrico. Além disso, nossas atrações para este ano são mascote do Bloco Xinellis, animação com Robô de LED e ET Bem Louco, comissão de frente com as ginastas da Ginástica Rítmica de Itajaí e porta-bandeira”, diz.

Segundo Roni, o público que participa do Xinellis são famílias e grupos de amigos, sendo 60% turistas. Ele opina que o Carnaval de Rua de Balneário Camboriú vem a cada ano se estruturando mais, com apoio do governo municipal. “Eu, que também sou vice-presidente da Liga Carnavalesca, sei que a cada ano evoluímos mais. Neste Carnaval estamos tendo o apoio mais que importante da Secretaria de Turismo e da Fundação Cultural. Trabalhamos o ano inteiro para apresentar um Carnaval super organizado e com muita segurança para nossos foliões e espectadores”, explica. 

  • A compra dos abadás do Xinellis está disponível online. Abadás infantis também estão à venda.
  • Mais informações: clique aqui

Villa Serena: bloco nasceu da união de vizinhos de edifício 

Villa Serena – bloco começou entre vizinhos de prédio de BC

O Bloco do Villa Serena nasceu em 2017, através da união de moradores do Edifício Villa Serena, seus amigos e vizinhos. Hoje o grupo já leva para a avenida mais de 600 foliões, com o diferencial de realizar homenagens aos brasileiros que disseminaram cultura e amor pelo Brasil. O Villa já homenageou Carmem Miranda, e desta vez relembram os ícones da televisão Hebe e Chacrinha.

A presidente do Villa, Alessandra Badalotti, explica que no início desfilaram de forma modesta, mas no ano seguinte, em 2018, tiveram a ideia de homenagear a Carmem Miranda, e ganharam como Destaques do Carnaval da cidade pela criatividade. 

“Já no ano de 2019 abordamos o tema ‘Eu sou Brasileiro’, aproveitando a nova era de esperança e patriotismo que tomou conta do nosso país, e contamos com a participação de 600 foliões”, diz.

Ale salienta que o Villa tem como base fazer um Carnaval familiar, onde podem brincar entre amigos como nos antigos carnavais. 

“E neste ano vamos desfilar homenageando dois grandes apresentadores da televisão brasileira: Hebe e Chacrinha. Acreditamos no Carnaval de Rua de BC e estamos apostando muito na sua evolução, pois conseguimos sentir que a população está cada vez mais engajada com esse tipo de Carnaval”, afirma. 

O grupo terá novamente a parceria com o Trio Tuatara, um trio-elétrico que vem de São Paulo para animar a festa com muitas marchinhas carnavalescas. 

  • O abadá do Villa está à venda por R$ 75 com open bar de água e cerveja. Mais informações com Ale: (47) 988195588. 

MASBAH – gaúchos também estão representados no Carnaval de Balneário 

MASBAH – Gaúchos também tem espaço no Carnaval de Balneário

A Associação Gaúcha em Santa Catarina (Agasc) foi criada em junho de 2008 depois de muitos encontros de gaúchos radicados em Balneário Camboriú que sentiam a necessidade de ‘aconchegar’ outros que estavam vindo. No final deste mesmo ano o grupo criou o Bloco MASBAH para brincarem no Carnaval. 

A vice-presidente da Agasc e coordenadora do MASBAH, Carmen Lúcia Muller, relembra que o primeiro desfile do grupo aconteceu em fevereiro de 2009, ‘apadrinhados’ pelo Bloco Vai Sabê, que por sua vez saía em parceria com o Mexe-Mexe.  

“Desfilamos há 11 anos. Muitas coisas mudaram para melhor. Hoje temos vários outros blocos que vieram abrilhantar o Carnaval de Rua de BC. O Bloco MASBAH há três anos vem desfilando em homenagem a algum segmento da sociedade (em 2018 10 anos da Agasc, em 2019 com o tema ‘O Grito da Praia’, uma homenagem aos vendedores ambulantes, garis e guarda-vidas e neste ano será ‘Tributo ao Pescador’, lembrando a história da cidade)”, salienta. 

A meta da associação neste ano é reunir 300 foliões, principalmente famílias, entre moradores da cidade e da região e turistas. Carmen pontua que como a Agasc é uma associação, veem que fazem parte da estrutura socio-cultural da cidade, e por isso participam até hoje do Carnaval.  

“Nossa cidade vem evoluindo nesse sentido, mas ainda tem muito para crescer. Balneário Camboriú sempre nos surpreende com novas conquistas e novos investimentos, e incentivos são sempre bem-vindos quando se trata de pôr o bloco na rua, seja do poder público como da iniciativa privada”, diz. 

O Bloco MASBAH, com sede na Rua 900 número 13 sala 102, convida os foliões a desfilarem com o grupo no sábado (22) ou na segunda-feira (24).  

“Para tanto oferecemos o abadá e bandana, open bar durante o desfile (cerveja, refri e água) e chope na praia no final do desfile ao valor de R$ 140 nas duas noites para não-sócios e R$ 110 para sócios da Agasc. Durante o desfile teremos trio-elétrico, muita alegria, bebida e samba no pé. Venham brindar a vida!”, completa.


Bloco 100 Limites: segundo Carnaval e já com 300 participantes 

Bloco 100 Limites – antigo Blokioski começou no quiosque 27 da praia

O Bloco 100 Limites estará desfilando pela segunda vez neste Carnaval. Em 2019 o bloco estreou integrando o Bloco da Liga, ainda com o nome de Blokioski, já que os organizadores decidiram criar o bloco devido aos encontros que realizavam no quiosque 27 da Avenida Atlântica. 

O presidente do 100 Limites, Marcello Nogueira de Sá, conta que a novidade deste ano, além de saírem por conta, é que estarão com um trio-elétrico ‘bem maior do que o do ano passado’, além de open bar (cerveja Amstel, batida de maracujá e água) e animação com a Banda Jéssica Oliveira.

“Esperamos reunir 300 participantes, sendo em sua maioria moradores de Balneário Camboriú. Somos um bloco familiar”, define. 

Outra peculiaridade do 100 Limites é que o bloco optou por não receber verba pública (distribuída através de edital da Secretaria de Turismo), tudo é organizado pelos incentivadores e membros do grupo. 

 “Quanto a organização por parte da prefeitura vejo que teve uma grande evolução para este ano. Com essa divulgação maior do Carnaval acredito que tem a melhorar, pois com isso o comércio e hotéis em geral ganham muito, principalmente sendo um Carnaval voltado para família”, opina. 

  • O abadá do 100 Limites custa R$ 80 e inclui ainda um copo personalizado. Segundo Marcello, parte da verba arrecadada com a venda dos abadás será revertida para entidades beneficentes da cidade. Mais informações: (47) 99922-9705. 

Bloco do Café: dançarino famoso na cidade leva sua animação para a rua 

Dançarino Café (centro) vai levar sua já conhecida animação pela primeira vez pra rua

O conhecido dançarino Mário Reis Gomes de Mello, o Café, que há anos se apresenta com seu grupo de dança nos verões e Carnavais, pela primeira vez vai levar a sua animação para as ruas da cidade, com o Bloco do Café, que vai integrar o Bloco da Liga, junto com outros 10 blocos. 

Café conta que a ideia de colocar seu bloco na rua surgiu ‘há muito tempo’, mas que até então não tinha coragem de fazer isso acontecer. A iniciativa surgiu em 2019, quando o pessoal da Liga Carnavalesca o incentivou.  

“O nosso show no carnaval traz um público muito grande e agitamos a Praça Tamandaré de tal maneira que é surreal, então imaginamos em fazer um bloco diferente, mais familiar, com muita dança e agito, pegando o exemplo do Carnaval da Bahia com muito axé e todos os ritmos atuais e do passado”, diz. 

O dançarino afirma que o apoio da Liga vem sendo essencial, e revela que o Bloco do Café será a comissão de frente do Bloco da Liga. 

“Eles nos forneceram um trio-elétrico e nos incentivaram muito. Se não fosse a Liga nos apoiando a fazer o cadastro esse ano não estaríamos no Carnaval”, acrescenta. Café diz que as expectativas são as melhores, e que esperam fazer um Carnaval divertido. Esse será o primeiro ano que o dançarino não estará se apresentando na praça Tamandaré todas as noites e nem no Carnaval Infantil, mas afirma que estará ‘por perto’ caso a prefeitura precise dele.  

Com seus anos de experiência, o dançarino vê que a evolução do Carnaval de Balneário Camboriú vem acontecendo, mas que ‘ainda falta muito’, opinando que ‘poderíamos ter um Carnaval muito maior’.  

“Imagina o Carnaval acabar no máximo 1h da manhã. Quem está de férias quer festa e diversão, e na nossa BC poderia haver muito mais atrações culturais. Os shows que vão ter, em minha opinião, não tem nada a ver com o evento. Poderiam colocar mais shows locais, e olha que tem muitas bandas e shows bons na região. Teria que ter apresentação desde a tarde, e não só à noite. Isso movimentaria a economia da cidade e traria muito mais turistas e público para o evento”, pontua. 

  • Quem quiser participar do Bloco do Café pode comprar o abadá por R$ 30. Mais informações: Cintia – 99602-4709 ou Fran – 99121-5836.

Nosso Bloco: o Carnaval da Praia Brava de Itajaí!

Nosso Bloco em 2019

Em 2016, o médico oncologista Gabriel Quintela, decidiu organizar o ‘Nosso Bloco’, porque é carioca de nascimento, veio trabalhar em Balneário Camboriú e sentia falta do Carnaval do Rio que acompanhava desde pequeno.

O bloco completa cinco anos e mudou de endereço: a festa, que é neste sábado (22) a partir das 15h, não será mais no Brava Food Park e sim no Galera’s Beach Bar, mas ainda na Praia Brava de Itajaí.

Começaram com 100 pessoas e durante dois anos o ponto de encontro era a praça Higino Pio, em Balneário.

Em 2018, o bloco foi para a Praia Brava e continua sendo o único do local.

Gabriel trabalha no Hospital da Unimed, em Balneário Camboriú, e lá começou a convidar os colegas para pular juntos o Carnaval, e aí surgiu o bloco.

Gabriel com o filho, que nasceu em 2019 e já está com o abadá, sendo o ‘mascote’ do grupo

“Na época, fui até a prefeitura e consegui alvará. Até então ainda tinha o Bar da Heineken, e conseguimos desconto para quem estava de abadá. No outro ano já tivemos banda e DJ, e em 2018 mais blocos se interessaram no local e a prefeitura de Balneário não autorizou mais que nos reuníssemos lá”, explica.

Para esse ano, Gabriel conta que procuraram um espaço maior, e para continuar na Praia Brava, escolheram o Galera’s. “Vai ser no Sábado de Carnaval, dia 22 agora, teremos um grupo de samba, com o músico Fabinho, a Escola de Samba Imperadores do Samba e MC Novinho, apresentando samba-funk. Todo mundo que vai gosta, nosso diferencial é por sermos um bloco que na verdade é um baile, em um espaço fechado e com segurança”, diz.

Ingressos (abadás) podem ser adquiridos pelo site Loop Ticket e também na hora do evento por R$ 45. Haverá venda de bebidas no local, já que o ingresso não é open bar.


• Praça Almirante Tamandaré

Sexta-feira: 19h – Bateria da Samboriú; 20h – Eleição Corte Carnavalesca; 21h – Banda Xinellis; 22h – Banda Inimigos da Segunda; 23h – Show nacional Sem Abuso.

Sábado: 17h – Café Show; 19h – PC e DJ Messo pocket show Carnaval; 20h – Pierre Zafinn e Banda; 21h – Samba Voz do Morro; 22h – Bateria do Inimigos da Segunda; 23h – Show nacional Dazaranha.

Domingo: 16h – Carnaval Infantil DJ Folia; 19h – Banda Folia; 20h – Banda Jéssica Oliveira; 21h – Bateria do Baita Chão; 22h – João Anesi; 23h – Show nacional Nego Joe.

Segunda-feira: 17h – Café Show; 19h – Banda Maracatu; 20h – Banda Tingae; 21h – Bateria da Samboriú; 22h – Banda S.A.; 23h – Show nacional Chimarruts.

Terça-feira: 18h – Tangerina Soundsystem; 19h – PC e DJ Messo pocket show Carnaval; 20h – Banda Folia; 21h – Bateria do Mexe-Mexe; 22h – Bateria do Inimigos da Segunda; 23h – Banda Xinellis.

• Desfiles de rua – com início na Rua 2.000 e término na Praça Almirante Tamandaré

Sexta-feira: 20h45 – Mexe-Mexe; 20h55 – DJ Folia.

Sábado: 20h45 – Mexe-Mexe; 20h55 – Mas Bah; 21h10 – Siri Sarado; 21h25 – Baita Chão; 21h40 – Vila Serena; 21h55 – Bloco Xinellis; 22h10 – Vamos Dale; 22h25 – DJ Folia; 22h40 – Escola de Samba Unidos do Samboriú.

Domingo: 20h45 – Mexe-Mexe; 20h55 – Carnatuga; 21h10 – Ilha das Cabras; 21h25 – Bloco da Liga (com os blocos Bloco do Café, Bloco da Mary Ritmos, Trio-elétrico Banda Tipo Exportação, Bloco Unidombosco, Bloco RK, Bloco Só Não Vai Quem Já Morreu, Bloco Tokito, Bloco 1007, Bloco da Alegria, Bloco Só Nós no Beco, Bloco Surtados, Bloco Denadegas e Bloco Amor de Kenga); 21h40 – Bloco Zero; 21h55 – Inimigos da Segunda; 22h10 – DJ Folia.

Segunda-feira: 20h45 – Mexe-Mexe; 20h55 – Siri Sarado; 21h10 – Carnatuga; 21h25 – Mas Bah; 21h40 – Ilha das Cabras; 21h55 – Baita Chão; 22h10 – 100 Limites; 22h25 – Segue a Louca; 22h40 – DJ Folia.

Terça-feira: 20h45 – Siri Sarado; 20h55 – Ilha das Cabras; 21h10 – Carnatuga; 21h25 – DJ Folia.


 

 

 

 

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também

Governador Carlos Moisés deverá retornar ao cargo em breve

O governador Carlos Moisés, afastado do cargo através de um julgamento político, deverá voltar ao cargo tão logo os cinco deputados estaduais e...

Morador de Balneário estacionou o carro para ir ao mercado e foi furtado

Um morador de Balneário teve o seu carro furtado na noite de quarta-feira (28), enquanto ia ao mercado, na Avenida Brasil. O automóvel foi...

Semana Lixo Zero: confira a programação virtual de Balneário e Itajaí

Está acontecendo em todo o Brasil a Semana Lixo Zero, para difundir a importância da consciência ambiental e do descarte correto de resíduos. Balneário...