Decoração de Natal de Balneário Camboriú ainda não foi cancelada: prefeito decidirá na próxima semana

Relacionadas

O prefeito Fabrício Oliveira disse nesta sexta-feira (20) que a decisão sobre cancelar ou não a decoração de Natal será decidida até segunda-feira (23).

“Até lá vamos ver como fica a situação. Ainda não está consolidada a decisão se vamos cancelar ou não, até porque é diferente do Ano Novo, é mais contemplação. Estamos analisando espaços abertos que possam receber decoração pela cidade e que não causariam aglomeração”, explicou o prefeito.

Uma reunião deve acontecer na segunda-feira (23) entre o prefeito e a Secretaria de Turismo, para decidir oficialmente se o Brilhos de Natal acontecerá ou não.

Sobre o cancelamento do show de fogos, anunciada nesta quinta-feira (19), Fabrício reafirmou que decidiu cancelar o Réveillon por conta das aglomerações que o evento poderia causar na praia central, além de ter sido uma recomendação do Ministério Público, assinada por sete promotores na semana passada.

“Os prazos dos editais do Réveillon já haviam passado também”, acrescentou.

“Não podemos deixar o Natal passar despercebido”

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, concorda com o prefeito, citando que o Natal e o Réveillon são ‘totalmente diferentes’.

“O Natal é uma data comemorativa, precisa ser expressada de alguma forma, como com a decoração, se não fica muito sem graça. Não podemos deixar passar em branco, sem nada que o comemore, precisa ser lembrado. Não podemos deixar o Natal passar despercebido em Balneário”, afirma.

Sobre o cancelamento do Réveillon, Walendowsky diz que o prefeito tomou a decisão certa diante do atual momento e do aumento dos casos de Covid-19 na cidade, que está com a UTI do Centro de Combate ao Covid lotada e atingiu a 100ª morte pelo vírus na quinta-feira (19).

“Não tínhamos outra alternativa. Agora vamos focar no trabalho de conscientização, bater em cima dessa tecla todo o tempo, exigindo que as pessoas sigam os protocolos de prevenção ao Coronavírus para não proliferar ainda mais essa doença”, comenta.

O secretário disse que a ‘onda de não se cuidar’ está acontecendo em todo o país, e lamenta que em Balneário, onde inicialmente as pessoas estavam se cuidando, isso também ocorreu.

“Temos que nos cuidar, não há outra alternativa. O Covid ainda está se manifestando, precisamos seguir com os protocolos. Desde março, todos os dias, falamos disso. Mesmo assim, as pessoas pararam com os cuidados e a doença evoluiu novamente. A comunidade precisa lembrar que quando você se cuida, você está cuidando do outro também”, completa.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também

Família do morador de Balneário desaparecido há uma semana fará protesto no sábado

Nesta sexta-feira (20) completa uma semana do desaparecimento do morador de Balneário Camboriú, Emerson dos Santos, 29 anos. Ele foi visto pela última...

Bebê encontrada em lixeira de prédio em Balneário segue na UTI

A bebê recém-nascida, encontrada na lixeira de um prédio na Rua 3.850, na tarde de sábado (28), segue internada na UTI neonatal do...

244 vagas de emprego disponíveis em Balneário Camboriú e região

OS INTERESSADOS NAS VAGAS PODEM RETIRAR ENCAMINHAMENTO ATRAVÉS DO APLICATIVO SINE FÁCIL OU PELO SITE: MAISEMPREGO.MTE.GOV.BR OU AGENDAR UM HORÁRIO PARA ATENDIMENTO PRESENCIAL...