Em julho: memórias de quem fez e ainda faz parte da história de três décadas do jornal Página3

Relacionadas

Por Marlise Schneider Cezar

Julho para nós do Página 3 é sempre motivo de dupla comemoração: a emancipação de Balneário Camboriú (20 de julho) e a fundação do Página3 (26 de julho). Todos os anos nos esmeramos em buscar registros que ajudam a contar a história de Balneário Camboriú.

Mas este ano, a comemoração – sem festa nem aglomero – é ainda mais significativa, porque Balneário Camboriú está completando 57 anos quando o Página3 comemora três décadas. 

São milhares de reportagens, de imagens, em tempos tão diferentes e tão próximos, em épocas de avanços extraordinários em tecnologia… no papel ou na internet, tudo que aconteceu na cidade nos últimos 30 anos está registrado… e muito mais que isso, porque nestes 30 anos, buscamos as raízes, entrevistamos nativos e desafiamos quem costumava dizer que Balneário era ‘uma terra de ninguém’…

Balneário Camboriú tem muita história. Isso está comprovado em nossas páginas. Tem histórias memoráveis. Tem histórias boas. Tem histórias razoáveis e algumas detestáveis. Mas elas existem e estão registradas.

Este ano, além das reportagens que estamos preparando sobre Balneário Camboriú estaremos contando um pouco das nossas lembranças e memórias. 

Jornalistas, editores de conteúdo impresso e online, fotógrafos, vendedores, colunistas, diagramadores, chargistas, entregadores de jornal, office boys, programadores, advogados que trabalharam ou colaboraram, que ainda trabalham ou colaboram – e quem sempre preparou os almoços coletivos em dia de fechamento, estarão publicando lembranças, passagens e histórias que fazem parte destes 30 anos do jornal Página3.

A partir deste 1 de julho todos os dias uma destas histórias será publicada. Boa leitura!

The post Em julho: memórias de quem fez e ainda faz parte da história de três décadas do jornal Página3 first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também