Feriado foi movimentado em Balneário Camboriú, com praia lotada e baladas: fiscalização não fechou nenhum estabelecimento

Feriado foi movimentado em Balneário Camboriú, com praia lotada e baladas: fiscalização não fechou nenhum estabelecimento
Praia Central, Balneário Camboriú ( Mário Molina )

Com praia lotada e até uma conhecida balada da cidade que reabriu, diversos vídeos de aglomerações circulam pelas redes, mostrando que o feriado prolongado foi bem movimentado em Balneário Camboriú. Mesmo assim, nenhum estabelecimento foi fechado pela fiscalização, porque não há mais controle sobre ‘permanecer’ na praia, como reza o decreto vigente.

Balneário Camboriú encontra-se na faixa laranja (Risco Grave) para contaminação de Covid-19, e o decreto estadual proíbe que o público fique na praia, além de não permitir aglomerações de pessoas, mas na cidade, como de resto em várias praias catarinenses, nada disso vem sendo respeitado.

Fotos e vídeos mostram a praia central lotada desde sábado (10), com muitas comparações de que parecia um dia normal de verão. Boa parte do público estava sem máscara e permanecendo na faixa de areia com cadeiras e guarda-sóis. Teoricamente, só está liberado pelo decreto estadual a prática esportiva até quatro pessoas.

Foto Divulgação

Nos estabelecimentos, como bares e baladas da cidade, também foram registradas imagens com aglomerações. Um estabelecimento que foi fechado diversas vezes colocou até uma placa de led com a frase (em inglês) ‘uma festinha nunca matou ninguém’, em claro tom de deboche à Fiscalização que, por sua vez, segundo a Comunicação da prefeitura, fez cinco mil abordagens ao longo do feriado. Porém, nenhum estabelecimento foi fechado.

Praia Central, Balneário Camboriú ( Fernanda Schneider )

A assessoria de imprensa do governo municipal informou também que os fiscais foram em todas as casas noturnas que estavam funcionando na cidade, mas que no momento em que as equipes passaram por elas todas as normas sanitárias (como distanciamento, uso de máscara) estavam sendo cumpridas.

Através das redes sociais, muitas pessoas mostraram indignação com as aglomerações do feriado, já que a pandemia ainda não acabou. Enquanto outros apontam que o público precisa se divertir e que estão ‘cansados’ do Covid-19. Também há questionamentos sobre o decreto estadual que continua ‘valendo’ mas está totalmente superado e desrespeitado.

Praia Central, Balneário Camboriú ( Fernanda Schneider )