Festival de cultura popular segue neste final de semana

Relacionadas

A programação reúne artistas de quatro estados

A quarta edição do festival Cultura Popular – Formação e Partilha, que começou no último dia 16 em homenagem aos 100 anos de Arnoldo Cueca, mestre da cultura popular de Itajaí, segue neste final de semana, no site e canal do Youtube da Jardineira Produções (jardineiraproducoes.com.br).

Artistas de Santa Catarina, Pernambuco, Rio de Janeiro e Ceará integram programação dos dias 23 a 25 de outubro (sexta-feira a domingo). O evento Cultura Popular – Formação e Partilha valoriza a cultura popular brasileira e será realizado até o dia primeiro de novembro.

Para abrir a programação online de sexta-feira (23), o grupo Trio de Maria (Itajaí) apresenta seu repertório com Forró Pé de Serra. O show será ao vivo, às 20h e contará com intérprete em Libras.

No sábado (24) a cantora Ana Paula da Silva (Joinville) apresenta sua pesquisa artística: Alma na voz e mãos no tambor: Catumbi de Itapocu, uma fonte de criação musical, também às 20h.

No domingo, às 17h, tem espetáculo para crianças “A pega do boi melado na Serra do Catolé”, com o grupo Mamulengo Flor Mimosa (Pernambuco, Ceará e Rio de Janeiro).

A quarta edição do festival homenageia os 100 anos de Arnoldo Cueca, mestre da cultura popular de Itajaí.

“Os mestres e artistas populares estão sempre se reinventando para que as tradições permaneçam vivas, para que o boi de mamão, o boi bumbá, o côco, a chula, o samba de roda, o maracatu, o tambor de crioula e tantas outras não sejam apenas uma lembrança dos mais velhos, mas parte de nossa cultura, identidade – pois trata de onde viemos, e patrimônio imaterial do nosso país”, acrescenta Natália Pereira, artista, realizadora deste evento e neta do seu Cueca.

O Cultura Popular – Formação e Partilha é um evento de (re) conhecimento e celebração das nossas culturas populares, de formação e partilha de saberes entre artistas e público, e do contato com as tradições próprias do nosso país. O evento é realizado pelo Jardineira Produções, por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Itajaí, Prefeitura de Itajaí e Fundação Cultural de Itajaí e renúncia fiscal da UNIMED Litoral.

Fonte: Prosa Cultural

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também

Dívida histórica de Balneário Camboriú com a Comunidade Quilombola marca o dia da Consciência Negra.

A matriarca da Comunidade Quilombola do Morro do Boi, Margarida Jorge Leodoro, ‘Dona Guida’, 88 anos, parteira, benzedeira, moradora antiga de Balneário Camboriú, está...

Família do morador de Balneário desaparecido há uma semana fará protesto no sábado

Nesta sexta-feira (20) completa uma semana do desaparecimento do morador de Balneário Camboriú, Emerson dos Santos, 29 anos. Ele foi visto pela última...

Reitor da Univali entre os 100 mil pesquisadores mais influentes do mundo

O reitor da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Valdir Cechinel Filho, está entre os 100 mil pesquisadores mais influentes do mundo, segundo estudo...