Fórum de Segurança de Balneário Camboriú apresentará números e pedirá integração dos responsáveis

Relacionadas

A 19ª edição do Fórum Municipal de Segurança acontece nesta quinta-feira (12), a partir das 18h30, para uma avaliação do cenário atual da segurança pública em Balneário Camboriú.

 O evento aberto ao público e quem organiza é o Conselho Comunitário de Segurança de Balneário Camboriú – CONSEGBC. 

O presidente Valdir de Andrade diz que as expectativas estão boas e explica que cada organização (PM, Civil, Guarda Municipal assim como os vereadores) terão 10 minutos para falar sobre o trabalho sob sua responsabilidade.

“O Fórum é para dizer o que se tem, o que precisa ser feito, não é para fazer lamentação, do que está falhando, que está falhando A, que está falhando B, ou atribuir culpas e encontrar culpados, não é isso. No Fórum do ano passado nós pleiteávamos os 170 policiais militares e conseguimos a metade e manutenção de 36 no final, o que já é uma conquista. Como presidente do CONSEG pretendo encaminhar a reedição do protocolo de integração das forças de segurança, tentar, porque acho que as linhas de pensamento são divergentes, e o termo de cooperação de 2019 era espetacular”, explica Valdir. 

Secretário desmereceu o Fórum

Ele aproveita para citar a explanação de Castanheira na Câmara e a sua fala em uma emissora de rádio na cidade. 

“Ele desmereceu o Fórum, mas ele deveria entender que se hoje existe uma Secretaria de Segurança é porque o Fórum deliberou, estamos no 19º! Se tem uma Guarda Municipal hoje é porque deliberamos a criação dela através do Fórum, ainda em 2008. Quem não conhece e não faz parte da história de Balneário, quem vem de fora, quem está deslocado e é alienígena na evolução da segurança pública de Balneário Camboriú, não acompanhou a mudança do presídio de Balneário para a Canhanduba, que hoje é referência em Santa Catarina, realmente não vai entender a importância. Mas eu sou muito grato e tivemos apoio da Câmara, que nos cedeu seu espaço”, afirma.

Integração é essencial 

Outro ponto que deve ser discutido é a doação dos fuzis realizada pelo Balneário Shopping. Eles foram repassados para a PM, Polícia Civil e Guarda Municipal. A Guarda foi denunciada ao Ministério Público [o Tenente-Coronel Jofrey Santos da Silva, comandante da 3ª Região de Polícia Militar (RPM), que engloba Balneário Camboriú] porque não poderia ter porte de fuzil, mas Castanheira disse na sessão legislativa que todas as forças precisam de autorização, incluindo as polícias. 

“Todas as forças terão que fazer habilitação perante o Exército que controla esse tipo de armamento. A GM já protocolou junto ao Exército, com termo de doação, nota fiscal que foi faturado em nome do Conseg, e só irão retirar os fuzis do Clube CCTC/A47, com as devidas autorizações legais. Na remota hipótese de não ser autorizado a GM o armamento será  substituído pelo Conseg pela Carabina Taurus CTT40 – 40 S&W. São muitas vaidades, e vejo que falta o Conselho de Segurança (CONSEP) para discutir isso, sentarmos na mesa. Há muitas provocações, mas estou esperançoso com o Fórum Municipal, acredito na proposta, e é muito importante a comunidade acompanhar e incentivar a integração entre eles, esse é o caminho”, completa. 

A comunidade pode acompanhar o Fórum diretamente do plenário da Câmara ou via Zoom (https://us02web.zoom.us/j/84962428302?pwd=QVUrK1VLQUJMUWtkZVl3aFU3b1RxUT09), ID da reunião: 849 6242 8302 e senha de acesso: 011762.

The post Fórum de Segurança de Balneário Camboriú apresentará números e pedirá integração dos responsáveis first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também