Ministério Público recomenda suspensão do Réveillon em Balneário Camboriú

Relacionadas

Prefeito será processado se não cumprir a determinação

Sete promotores de Balneário Camboriú assinaram nesta quinta-feira, 12, recomendação ao prefeito Fabrício de Oliveira para que se abstenha de promover o Réveillon em Balneário Camboriú, sob pena de ser processado por improbidade administrativa.

A recomendação se dá por motivos óbvios: a pandemia não acabou; pode haver uma segunda onda como está acontecendo na Europa; a covid-19 ganhou força em Balneário Camboriú nos feriadões devido a comportamentos irresponsáveis e é obrigação do prefeito proteger a saúde da população.

Por outro lado, suspender o Réveillon diminui a atratividade de Balneário Camboriú para os turistas, o que deve resultar em queda da atividade econômica.

Quando o Ministério Público assina em bloco uma recomendação, como ocorreu neste caso, é sinal inequívoco que se o prefeito não cumprir a determinação será processado.

Fabrício de Oliveira tem cinco dias, contados de hoje, para responder ao Ministério Público.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também

254 vagas de empregos disponíveis em Balneário Camboriu

O SINE DE BALNEÁRIO CAMBORIU TEM254 VAGAS NO DIA DE HOJE 17/11/2020. OS INTERESSADOS NAS VAGAS PODEM RETIRAR ENCAMINHAMENTO ATRAVÉS DO APLICATIVO SINE FÁCIL...

O endividamento dos Idosos: problema, cenário e soluções!

Robson Ramos Após ter sido vítima do próprio filho e do gerente do banco, a idosa – pensionista – teve que amargar o empréstimo para...

Guarda Municipal prendeu motorista por dirigir bêbado e auxiliou outro com problemas psicológicos

Flagrado dirigindo bêbado Na madrugada desta sexta-feira (20), por volta de 4h10, guardas municipais em rondas pela Quinta Avenida, no Bairro dos Municípios, flagraram um...