Mistura de religião com política prejudica a Marcha para Jesus em Balneário Camboriú

Relacionadas

A Marcha para Jesus em Balneário Camboriú, promovida pelas igrejas evangélicas de Santa Catarina, neste sábado 25, teve um público decepcionante, pois eram esperadas 50 mil pessoas e a estimativa da reportagem, com base em câmeras ao vivo no local, é de que até o momento em que Jair Bolsonaro já estava discursando, tenham comparecido menos de 10 mil pessoas.

Público muito abaixo da estimativa dos organizadores.

O desfile no mar, paralelo à praia central, também teve pouca adesão, menos de 30 embarcações.

No segundo turno da eleição presidencial de 2018, Jair Bolsonaro recebeu 82% dos votos válidos (54.202) em Balneário Camboriú, mas a maioria desses eleitores é católica, não costuma frequentar eventos evangélicos. 

A Marcha para Jesus é relevante no calendário da cidade, mas dessa vez parece não ter dado bom resultado a mistura de religião com política, pela presença de um presidente que está em campanha pela reeleição.

Bolsonaro atrai e também afasta pessoas porque, segundo a pesquisa Datafolha divulgada na última quinta-feira, 36% dos evangélicos pretendem votar nele, mas 28% preferem Lula.

Além disso, ele continua proferindo discursos de raiz golpista, contra a democracia, como fez em Balneário Camboriú ao sugerir que seus seguidores “vendam as capas e comprem armas”.

Mais notícias dessa editoria

- publicidade -

Leia também