Obra do alargamento será finalizada em outubro, informou engenheiro responsável ao Conselho da Cidade

Relacionadas

O Conselho da Cidade de Balneário Camboriú realizou na noite de quinta-feira (1º) uma reunião pública com a participação de representantes do Consórcio Jan de Nul, para tratar do alargamento da faixa de areia da praia central.

Participaram do encontro online mais de 50 pessoas, dentre elas autoridades, como a secretária de Planejamento, Adeltraut Schappo, que também preside o Conselho, e vereadores – Alessandro Kuehne (Teco) e Anderson Santos.

O Página 3 ouviu os participantes, que opinaram sobre a reunião. Confira:

— Opiniões —

“Só temos um desconhecido, que é a maré”

Adeltraut (Arquivo pessoal)

Adeltraut Schappo, secretária de Planejamento Urbano de Balneário Camboriú e presidente do Conselho da Cidade –

“A reunião foi espetacular, fiquei muito feliz como secretária e satisfeita como presidente. Eu já tinha conhecimento sobre o procedimento. A empresa ganhadora da licitação, o Consórcio Jan de Nul, apresentou um vídeo, e explicaram com detalhes como tudo vai funcionar e como vão finalizar o alargamento.

Tivemos mais de 50 participantes, é muito interessante essa interação com a comunidade, que pôde entender a parte técnica do processo, que foi bem detalhada.

A obra não tem nenhum atraso, está tudo dentro do previsto. Só temos um desconhecido, que é a maré, mas mesmo com as cheias o cronograma não atrasou. Essa obra é muito esperada, desde a década de 70, eu estou muito ansiosa e acredito que com certeza vai trazer qualidade de vida.

A parte urbanística ainda não está definida, mas vamos ter muito verde e áreas para a população. As pessoas serão valorizadas – é isso que o prefeito Fabrício Oliveira quer.

O Conselho da Cidade vai assistir propostas, como a do Instituto + BC, e vamos analisar tudo. O município também precisa verificar recursos, a parte ambiental, há muitos dados que precisam ser analisados. Mas eu realmente fiquei muito feliz com a apresentação de ontem, assim como acredito que os conselheiros também ficaram”.

“Vai ser realmente a cereja do bolo”

Anderson (Arquivo pessoal)

Anderson Santos, vereador

“A reunião foi bastante importante, respeito muito o Conselho da Cidade, já fui membro, é um órgão de opinião e fiscalizador. Foi apresentado pelo Consórcio o cronograma da obra, que tem importância internacional e é de grande impacto. Foram esclarecidas dúvidas da comunidade e dos conselheiros, trazendo mais transparência para essa obra de grande orçamento, já que há muito ‘diz que me diz que’ a envolvendo. Foi explicado cada processo.

Estou muito satisfeito e feliz por ver o Conselho da Cidade ativo e preocupado. A reurbanização da Avenida Atlântica também foi debatida e inclusive já há um projeto sendo estudado, a prévia apresentada pelo Instituto + BC. Eu sou da área, sou corretor de imóveis, e venho desse grupo que está sempre apresentando prédios maravilhosos, arquitetura moderna, tecnológica, e Balneário precisa acompanhar isso. Vejo que o prefeito se preocupa com o diálogo, está se encontrando com autoridades, com a sociedade civil organizada.

Vai ser realmente a cereja do bolo, algo que realmente vai mudar Balneário. O alargamento é o primeiro passo, e há um ano para ‘ajustar’ depois de ser feito, a natureza se encarregará disso. Será areia da mesma granulagem, fui visitar a obra. Os técnicos falaram que tem muita gente com medo de Balneário Camboriú se tornar praia de tombo, mas isso não vai acontecer, a nossa praia manterá a sua originalidade”.

“Alguns surfistas me procuraram para saber se as ondas seriam prejudicadas”

Anderson Kuehne (Teco), vereador

Teco acompanhando a reunião (Arquivo pessoal)

“Somos representantes da população de Balneário e, por se tratar de uma obra muito complexa, ela acaba trazendo muitas dúvidas quanto a execução da obra, quando será o término, se o cronograma está sendo seguido, se está tudo de acordo.

Alguns surfistas me procuraram para saber se as ondas seriam prejudicadas, e os responsáveis pelas obras disseram que não vai ter nenhum problema em relação a isso. Perguntei se a troca da draga iria atrasar a obra, e também negaram – falaram que o cronograma segue para outubro.

Questionei também sobre a manutenção da obra após o projeto ter sido executado e entregue ao município, e fui informado de que dentro do contrato há uma cláusula de 36 meses de monitoramento, porque somente um ano após a finalização que a praia vai chegar em seu ‘resultado final’. Uma das empresas também informou que irá colocar um container na praça Almirante Tamandaré, onde as pessoas poderão tirar suas dúvidas sobre a obra.

A reurbanização ainda não foi discutida por serem projetos diferentes, o foco agora é o alargamento. Também foi apontado que quem quiser, qualquer morador, pode ir até a obra e questionar sobre o projeto, etapa que está sendo executada, o objetivo é ter transparência durante todo o processo”.

“Licitação para contratar empresa que fará o plantio da restinga deve ser lançada na próxima semana”

Maria Heloísa Lenzi (Arquivo pessoal)

Maria Heloísa Lenzi, secretária do Meio Ambiente e membro do Conselho da Cidade

“O Conselho da Cidade é um órgão colegiado com a finalidade de estudar, discutir e avaliar as diretrizes do planejamento urbano, portanto é fundamental que esteja acompanhando o desenvolvimento da obra mais desejada da cidade.

A apresentação de ontem (1º) serviu para atualizar o Conselho das ações que estão sendo desenvolvidas na obra e os próximos passos do cronograma.

O calendário da obra está dentro do esperado e ela deve finalizar em outubro.

Neste sentido o poder executivo municipal já trabalha nas diretrizes do uso da praia central pós alargamento e no cumprimento das diretrizes do Projeto Orla.

Quanto à vegetação de restinga, a licitação para contratação da empresa que irá fazer o plantio, cercamento e monitoramento deve ser lançada na próxima semana. O objetivo é replantar a vegetação em toda praia numa largura de seis metros, conforme aprovado pelo IMA. Essa vegetação irá auxiliar na reserva de areia, sendo um dos elementos de proteção costeira”.

“A preocupação que temos é com a reurbanização e com a questão da segurança”

Valdir de Andrade (Arquivo pessoal)

Valdir de Andrade, advogado e membro do Conselho da Cidade

“A reunião foi realmente excelente, as empresas nos deram explicação sobre a tecnologia utilizada no alargamento, todos os aspectos.

Falamos brevemente sobre a questão urbanística, que está com o Instituto + BC e que até o momento é um ‘pré-conceito’, vamos tratar dele também no Conselho. Mas, agora, o foco é o alargamento.

Fomos informados que eles irão alargar em três etapas, primeiro entre as ruas 3.3300 e 3.700, depois o Pontal Norte e por último o centro. Eles pretendem finalizar até outubro. São 18 mil metros cúbicos de areia a cada ‘puxada’ da draga, o mais demorado seria esse processo de agora, que é a soldagem dos canos.

Segundo informações, a draga utilizada é dos anos 90, mas ela foi toda reformada com tecnologia de ponta e é a mais moderna que existe. Um questionamento que eu fiz, e que foi citado no Página 3, foi a situação do restaurante flutuante e realmente o proprietário vai ter que mudar. Ele vai precisar ser deslocado uns 100 metros para frente e em definitivo. Acredito que o dono não quer porque envolve mudar cabeamento elétrico, esgoto, etc., e tudo envolve gastos. Fiquei sabendo que ele não tem a concessão do espelho d’água, como o pessoal da Tedesco tem, para ficar ‘encostado’ no molhe. Ele só tem a do município.

A preocupação que temos hoje é com a reurbanização e com a questão da segurança, onde serão postos de salva-vidas, base dos guardas e policiais, paradas de viatura, e também citei a criação de helipontos de emergência nos pontais, mas isso tudo cabe ao projeto de reurbanização. Pretendemos abrir oficinas para opinarmos sobre ele, e acredito que vamos começar a discutir em breve”.

The post Obra do alargamento será finalizada em outubro, informou engenheiro responsável ao Conselho da Cidade first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também