Prefeitos analisarão na segunda-feira denúncias de remuneração elevada ao secretário-executivo da Amfri

Relacionadas

Vereador Marcelo Achutti gravou vídeo denunciando que Balneário Camboriú paga 20% do custo da Amfri –

O novo presidente da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri), Aquiles Costa, convocou reunião extraordinária dos prefeitos que integram a entidade, para propor a demissão do secretário-executivo, Célio Bernardino, após denúncias noticiadas inicialmente pela Band-FM de Itajaí e que logo repercutiram nos meios políticos e outros veículos de imprensa.

Em resumo, Bernardino acumulava remunerações que, somadas, superam R$ 30 mil, mais do que ganham os 11 prefeitos que integram a Amfri e o dobro do que recebe, por exemplo, um secretário municipal em Balneário Camboriú.

Aparentemente essa situação existe com a concordância dos próprios prefeitos que teriam autorizado os pagamentos ao secretário-executivo de uma associação que faz pouca diferença existindo ou deixando de existir.

Consultado pela reportagem na terça-feira, Célio Bernardino disse que se manifestaria no dia seguinte, mas não o fez.

ACHUTTI

Na terça-feira, o vereador Marcelo Achutti protestou na tribuna da Câmara de Balneário Camboriú pelo fato da prefeitura ter repassado à Amfri R$ 1,2 milhão em 2021.

Ele destacou que a entidade recebeu no ano passado mais de R$ 6 milhões, dos 11 municípios que a integram, e Balneário Camboriú respondeu por cerca de 20% desses repasses.

Achutti falou em “abrir a caixa preta” da AMFRI, ecoando informações na imprensa sobre indícios de direcionamento na contratação de serviços pela entidade.

The post Prefeitos analisarão na segunda-feira denúncias de remuneração elevada ao secretário-executivo da Amfri first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também