Prefeitura de Balneário Camboriú planeja novo modelo de transporte coletivo

Relacionadas

A prefeitura de Balneário Camboriú está estudando e deverá licitar ainda neste ano um novo modelo de transporte coletivo público.

A cidade está sem transporte coletivo desde o final do verão de 2020, quando a concessionária Expressul, alegando prejuízos, comunicou ao município que não tinha mais interesse em explorar o serviço e, em seguida, veio a pandemia.

O transporte coletivo era deficitário, a população não usava o serviço porque era ruim e sofria a concorrência de opções como as milhares de bicicletas; aplicativos; mototáxis, quase 24 mil motos particulares e 85.000 automóveis. 

O presidente da Autarquia Municipal de Trânsito de Balneário Camboriú, Ricieri Ribas Moraes, disse ao Página 3 que o modelo tende a ser o apresentado pelo prefeito Fabrício Oliveira na campanha eleitoral de 2016, o BCBus, rebatizado para BC Coletivo.

Aquele modelo prevê ônibus nas linhas norte-sul e micro-ônibus no sentido leste-oeste, integrando ao sistema os moradores dos bairros.

Segundo Ricieri, a ideia continua sendo que todos os moradores de Balneário Camboriú tenham transporte público a menos de 150 metros de casa.

O Bondindinho, única linha rentável da concessão anterior, seria licitado separadamente, como transporte turístico e não coletivo público.

O avanço nos estudos da Autarquia de Trânsito, constatou que o sistema de transporte precisará de subsídio, mas esse valor ainda não foi calculado.

Também não estão claros outros aspectos importantes como a contratação ou não de uma gestora do sistema e se as concessões devem ser feitas para uma empresa apenas ou várias pequenas que explorariam linhas específicas.

The post Prefeitura de Balneário Camboriú planeja novo modelo de transporte coletivo first appeared on Página 3.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também