Reunião nesta terça decidirá como será a fiscalização da pesca da tainha

Relacionadas

A fiscalização da pesca da tainha, que inicia oficialmente no sábado (1º), seguindo até 31 de julho, será tema de reunião que ocorrerá nesta terça-feira (27), às 19h, no Restaurante Estaleirinho. 

A pesca ilegal, como redes feiticeira e diretamente nos costões, será combatida como em todos os anos – assim como as aglomerações, uso de máscara e distanciamento, regras de prevenção ao Covid-19.

Quem está promovendo a reunião é a Colônia de Pescadores Z-7, de Balneário, e o Conselho Comunitário de Segurança Náutica e Cidadania (CONSEGMAR/BC), e contará com a participação dos pescadores e órgãos de segurança, como polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Secretaria do Meio Ambiente.

O objetivo é solicitar aos órgãos de fiscalização ambiental – Guarda Ambiental, PM Ambiental, e SEMAM – a defesa do meio ambiente e segurança pública durante a temporada da pesca da tainha.

Uma reclamação dos pescadores é que eles flagram a pesca ilegal, mas quando acionam a fiscalização esta demora para chegar, com os pescadores ilegais muitas vezes conseguindo fugir. 

Segundo o CONSEGMAR, serão solicitadas patrulhas aquáticas da Polícia Militar Ambiental e Guarda Municipal Ambiental com o objetivo de localizar redes fora dos parâmetros permitidos por lei, e também da pesca clandestina em costões e praia por pescadores grileiros, onde gera a maioria dos conflitos entre os pescadores legalizados e os clandestinos.

Já para a SEMAM, os pescadores pretendem solicitar apoio regular durante a pesca da tainha por meio de um fiscal destacado e com o uso de uma lancha destinada à fiscalização municipal, com a intervenção da 5ª Promotoria de Justiça de Balneário Camboriú, conforme a aplicação dos Termo de Ajustamento de Conduta efetivado em 2013.

Na reunião será incentivado o uso de drones pela fiscalização, o que pode evitar deslocamentos desnecessários dos fiscais e também identificação de trotes para desviar a atenção sobre a pesca clandestina feita por barcos piratas (os drones já foram destinados aos órgão de fiscalização por meio de termos de ajustamento de condutas propostos pela 5ª Promotoria do Ministério Público).

The post Reunião nesta terça decidirá como será a fiscalização da pesca da tainha first appeared on Página 3.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também