Secretária do Meio Ambiente alerta para importância de as pessoas respeitarem animais marinhos

Relacionadas

Uma leitora procurou o Página 3 para alertar sobre pessoas que estão se aproximando do elefante marinho, que está na região de Balneário Camboriú desde a última semana. O animal pode atacar se ficar estressado pela proximidade de pessoas, assim como de animais domésticos. A secretária do Meio Ambiente de Balneário, Maria Heloísa Lenzi, comentou sobre o assunto. 

Sujeira que compromete

A leitora disse que esteve no deck do Pontal Norte e se surpreendeu com a aproximação das pessoas do elefante marinho (mesmo com a faixa de isolamento colocada pela Guarda Municipal Ambiental – inclusive há um vídeo nas redes onde uma criança aparece perto dele), já que o animal pode atacar e até mesmo ferir gravemente alguém. 

Outro ponto que a leitora destacou foi a sujeira das pedras do deck, onde viu muitas bitucas de cigarro. 

“Temos como fazer algo? Referente as bitucas de cigarro e a falta de fiscalização, orientação para usar este espaço? Talvez fomentar para que o pessoal da roda gigante possa atuar junto da Secretaria do Meio Ambiente na conscientização (e multa) desse povo que deseja ser uma sociedade civilizada e que se diz ‘protetora de meio ambiente’? As bitucas vão para o mar e depois para o estômago dos animais marinhos e aves. Um crime ambiental que está em todo lugar, incluindo na frente dos bares, após a noitada. Quanto ao elefante marinho, será que não podem deixar um guarda lá? Para proteger o espaço, pois como podem ver, não adianta ‘bloquear’ o espaço”, disse.

“Pode acontecer acidente grave”, diz a secretária do Meio Ambiente 

A secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi, foi procurada pelo Página 3 e disse que a proximidade de pessoas com o elefante marinho é perigosa.

“Ele é grande, bruto e rápido, pode acontecer um acidente muito grave. As pessoas conseguem tirar fotos boas de longe, os celulares têm zoom, não precisam se aproximar dele, porque isso é muito preocupante. O elefante marinho tem dentes enormes, com a mordida pode ferir gravemente, além de que só com o peso ele já pode machucar”, explica.

População precisa respeitar os animais marinhos

Segundo Maria Heloísa, os guardas ambientais têm cercado o local para que as pessoas não se aproximem do animal, mas isso não tem sido suficiente. 

“Não temos como prever a hora e onde ele (o elefante) vai sair. Quando chega a informação, isolamos o local, mas realmente não estão respeitando e isso é preocupante. Assim como as baleias (Heloísa viu cerca de cinco na Praia Brava, no domingo (18)) e pinguins (vistos semana passada em Balneário), o mínimo que podemos fazer ao recebê-los é manter distância. Eles são importantes para a biodiversidade e podem atacar. Depois não adianta lamentar e culpar o poder público. Os animais devem ter liberdade de ir e vir, e precisamos respeitá-los”, acrescenta. 

A secretária aproveita para lembrar que está havendo fiscalização intensa, mas que o número de animais marinhos em Balneário e região vem sendo surpreendente, por isso precisam de apoio da população. 

“Estamos monitorando intensamente, mas realmente há muitos animais por aqui e por isso precisamos que a população nos ajude e não gere mais problemas”, completa.

The post Secretária do Meio Ambiente alerta para importância de as pessoas respeitarem animais marinhos first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também