Tem ‘Cinema na Praia’, Online e Gratuito

Relacionadas

O projeto “Cinema na Praia”, lançado nesta quinta-feira (25) levará cinema e a praia para sua casa, como alternativa de opção de arte e cultura gratuita e para todos. Serão projetados filmes brasileiros e estrangeiros que não chegam aos cinemas da região e que trazem em sua narrativa a praia, como personagem da história. Os filmes poderão ser acessados gratuitamente através do site www.arthousebc.com e estará disponível até o próximo dia 31.

Quem assina o projeto, contemplado com recursos da lei Aldir Blanc, é a CineramaBC, fundada em 2011 pelo cineasta André Gevaerd, de Balneário Camboriú.

“A curadoria buscou trazer duas mostras que fazem um recorte no uso de praias na cinematografia brasileira. A primeira diz respeito ao começo da história do cinema, que mostra como as praias e nosso imenso litoral chegaram pela primeira vez aos olhos do público no interior e fascinaram o inconsciente nas décadas por vir. A segunda apresenta três filmes rodados na região e capazes de mostrar três usos diferentes das nossas praias em narrativas cinematográficas.

Filmes nacionais

1 – Aitaré da Praia, de Gentil Roiz e Ary Severo

Aitaré, pescador, namora Cora, uma moça da localidade. Provocado, Aitaré briga com Traíra, amigo de Zeno, um marginal que vive na praia. A família de Cora reprova seu namoro com Aitaré. Num dia tempestuoso, Aitaré resolve ir mar adentro com sua jangada para não perder suas redes colocadas no mar. Cora fica apreensiva, mas Aitaré retorna com dois náufragos, o rico Coronel Felipe Rosa e sua filha Glória. Pai e filha ficam hospedados na casa de Cora, até que possam retornar à cidade. Na primeira oportunidade, Aitaré acompanha o Coronel e sua filha na viagem, e Cora fica enciumada. Cora e sua família resolvem ir embora. Quando retorna e não encontra mais seu amor, Aitaré também vai para a cidade procurar o Coronel Felipe. Após cinco anos, Aitaré reencontra Cora na cidade e após algumas hesitações, reconciliam-se.

Aitaré na Praia é um filme mudo brasileiro de romance e gravado em recife no ano de 1925.

2 – O Descobrimento do Brasil, de Humberto Mauro

A história começa em 9 de março de 1500, quando a frota de Pedro Álvares Cabral partiu de Lisboa com destino às Índias. Por uma mapa animado vê-se a rota seguida pela frota, passando pelas ilhas Canárias, do Cabo Verde e São Nicolau (que foi avistada no dia 22 de março, conforme o piloto Pedro Escobar). Na noite do dia seguinte, perdeu-se a nau de Vasco de Ataíde. Os portugueses seguem viagem por águas desconhecidas até que entre 21 e 22 de abril descobrem sinais de terra e avistam o Monte Pascoal, no litoral brasileiro. Ao vistoriar o lugar fazem contato com os nativos locais, chamados de índios, e levam dois para se encontrarem com Cabral. Os encontros são amistosos e os índios ajudam aos tripulantes restabelecerem suas provisões e barris de água. Ao final, há a grande celebração da Primeira Missa no Brasil com a participação de todos os tripulantes e grande número de nativos.

O filme foi produzido em 1936 e relata a chegada da frota portuguesa ao Brasil com trechos da Carta de Pero Vaz de Caminha.

3 – Limite, de Mário Peixoto

Em um pequeno barco à deriva, duas mulheres e um homem relembram seu passado recente. Uma das mulheres escapou da prisão; a outra estava desesperada; e o homem tinha perdido sua amante. Cansados, eles param de remar e se conformam com a morte, relembrando as situações de seu passado. Eles não têm mais força ou desejo de viver e atingiram o limite de suas existências.

O filme foi produzido em 1930 e nunca foi lançado comercialmente. É um filme de arte, considerado uma jóia da cinematografia mundial.

Filmes catarinenses

4 – Sugira Uma Alternativa Razoável, de Barbara Sturm

Você sabia que o cérebro interpreta o ato de ganhar um abraço ou de receber uma mensagem da mesma forma? Uma investigação sobre como a sociedade contemporânea reage frente ao avanço das tecnologias e das conexões ilimitadas.

5 – Valentina, de André Gevaerd

Valentina acaba de perder sua mãe. Para enfrentar a ausência materna ela cria um planeta fictício no jardim da casa de sua vizinha, Cecília. Seu mundo é abalado com a chegada de Francisco, um garoto argentino de 15 anos, neto de Cecília. O encontro entre os dois acaba despertando ciúmes do pai de Valentina, Antônio, e trazendo à tona discussões sobre temas como a vida e a morte.

6 – Antes do Inverno, de Santiago Asef

O filme revela a força e o encanto de uma das culturas tradicionais mais antigas que mantem-se viva no litoral sul do Brasil. O documentário retrata o cotidiano de uma comunidade pesqueira através de um roteiro poético, buscando sensibilizar e emocionar o público para que se reconheça a importância desse patrimônio através da arte.

The post Tem ‘Cinema na Praia’, Online e Gratuito first appeared on Página 3.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também