UniAvan tem nova presidência: instituição, que tem sede em Balneário, comemora 20 anos em 2023

Relacionadas

O novo presidente do Centro Universitário Avantis (UniAvan), o empresário e dentista Claudio Piccoli, sócio-proprietário da instituição, e a sua vice, Gabriella Depiné Poffo, filha de Isabel Regina Depiné, a professora Bella, que foi reitora da instituição por muitos anos, foram apresentados à imprensa, na manhã desta quinta-feira (9).

Gabriella e Piccoli (Foto Renata Rutes)

Piccoli substitui o também sócio da UniAvan, Mohamad Abou Wadi, que havia voltado ao cargo de presidente em 22 de março após uma série de ‘dança das cadeiras’ com a família do fundador, Artenir Werner, falecido em 2020 (relembre aqui).

“A UniAvan é um orgulho para SC e para Balneário”, diz o novo presidente

Claudio Piccoli disse ao Página 3 que assumiu a presidência da UniAvan em 17 de maio (um dia após ser eleito), mas que sua trajetória na instituição começou junto do curso de Odontologia, com Mohamad e Artenir, em 2011, quando o atual bloco 3 (da Saúde) era ‘um pasto’. 

“Nós acreditamos no projeto. Primeiro que é em Balneário, que já se vende sozinha, com muitos imóveis para que alunos que vêm de outros Estados possam viver aqui. Deu certo. Trabalhamos com uma instituição do século 21, começamos a pensar no EAD ainda antes da pandemia, mas mantendo o presencial. Vemos que o ensino híbrido (mistura de online e presencial) é o ideal, é o futuro”, diz.

O novo presidente confessou que não era sua pretensão ser presidente, porque é professor e gosta do que faz – estar com os alunos e com os colegas professores. 

“Eu sei das dificuldades que eles têm, tanto que hoje o meu objetivo na presidência é trabalhar para os alunos, eles são o ponto principal. Eu não esperava ser presidente, achava mais divertido ser somente professor, porque a pressão na presidência é grande, é uma responsabilidade imensa, ainda mais pegar a gestão pós-Mohamad, que alavancou bastante essa universidade. Quero ter o meu mandato de forma tranquila e em paz. Hoje, a UniAvan é um orgulho para SC e para Balneário Camboriú e até deixo um recado para o prefeito: Fabrício, vamos dar uma atenção especial para a UniAvan, porque a UniAvan é de Balneário Camboriú”, afirma.

O ex-presidente Mohamad (Foto Renata Rutes)

Sobre o cenário tenso que a instituição viveu, Piccoli afirma que tem ‘um carinho muito grande’ pela família Werner e pelo legado que Artenir deixou e que pretende manter essa missão. 

“O legado dele vai continuar. Também estou muito bem amparado com a minha vice, Gabriella, que chamo de Gabi. Até me emociono, porque ela contribuiu muito com o nosso começo, sobre o que precisávamos fazer para o curso de Odontologia dar certo. Ela e a Bella têm um carinho muito grande pela UniAvan, fizeram ser nota 5 no MEC… trabalhamos juntos, com alegria, dividimos decisões, com comunicação e diálogo… e isso é o principal”, completa. 

Nova vice fala de futuro: “Comemorar com muitos alunos e alegrias”

A nova vice-presidente, Gabriella Depiné Poffo, é um rosto conhecido na UniAvan, mas salienta que está vivendo um novo desafio já que sempre esteve à frente da parte pedagógica e institucional e agora vem em uma vertente diferente, mais estratégica e administrativa. 

“Foi um convite inesperado, mas a minha formação, Mestrado e Doutorado, é Administração. É o que sonhei sempre em fazer. Estou confiante porque também aprendi muito com o senhor Artenir, foram 19 anos do lado dele, e agora também estamos com o apoio do senhor Mohamad. Junto com o Piccoli eu acredito que estamos com uma equipe muito forte, para conseguir entregar um ensino de qualidade e continuar crescendo”, pontua, afirmando que finalmente estão todos ‘muito felizes’ e que ‘tudo se encaixou’.

Sobre os 20 anos da UniAvan, que serão comemorados em 2023, Gabriella diz que a expectativa é comemorar ‘com muitos alunos e alegrias’. 

“Hoje, estamos tentando recuperar a empresa pós-Covid. Muitos alunos tiveram dificuldade financeira, situações de perdas também, mas queremos resgatar o nosso aluno, chamá-lo para retornar, sempre em busca do Ensino Superior e da formação contínua, não só na graduação, mas Pós, Extensão, serviços que a instituição também oferece”, completa.

Mohamad analisa legado da UniAvan: “Fazendo parte da história da cidade”

O agora conselheiro da instituição e sócio, Mohamad Abou Wadi, também conversou com o jornal e disse que deixou o cargo, porque surgiu a oportunidade de assumir como CEO de uma empresa em nível nacional, o que lhe tomaria muito tempo e a UniAvan exige uma atenção especial. 

“Ainda não estamos 100%, naquele mar de calmaria, mas já melhorou bastante a situação da UniAvan, porque essa diretoria nova tem uma maior autonomia. Acredito que farão um bom trabalho, estão com muita disposição, com muita vontade. Eu fiquei bastante tempo, e existe uma hora que exige renovação. Eu tenho meus projetos pessoais na área da Educação, em uma rede nacional de ensino, virei CEO, e não consigo mais dedicar o tempo que a UniAvan merece”, explica, citando que selecionou pessoas que já estavam dentro da instituição e que conhecem a realidade dela.

Mohamad aproveita para afirmar que a UniAvan está buscando seguir o mundo, que com a pandemia sofreu uma brusca mudança que afetou também a Educação. 

“Se manter em pé não é fácil, a inflação vem achatando a nossa operação. A época das vacas gordas da Educação já passou, e é uma operação que não suporta mais nenhum tipo de erro, só acerto em cima de acerto para poder sobreviver, esperando que venham tempos melhores pela frente”, diz, lembrando que quando entrou a UniAvan tinha 5 mil metros quadrados e agora ela tem quase 70 mil metros quadrados e vários polos no Estado. 

“Agora talvez temos que dar um passo para trás e é natural, mas fizemos o dever de casa e estamos de pé até hoje”, destaca.

Sobre a proximidade dos 20 anos – que serão comemorados em março/2023, o empresário comenta que é uma data importante, considerando que há instituições centenárias no mundo e a UniAvan ainda é relativamente nova. 

“Estamos formando o nosso legado, mostrando o compromisso que temos, e se pensar que o nosso município tem pouco mais de 50 anos, já temos 40% da idade dela. Quando Balneário estiver com 100, a UniAvan vai ter quase 70, fazendo parte da história da cidade, poderão falar que basicamente nascemos com Balneário. Somos uma pérola para o município e para SC. Formamos muitos profissionais, muita gente que prospera e faz sucesso se formou aqui, e eu acho isso magnífico. A história falará por si”, completa.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também