Vereador Eduardo Zanatta se filiará ao PT no próximo sábado: “Posições que eu sempre vinha defendendo”

Relacionadas

O vereador pedetista Eduardo Zanatta oficializará sua filiação ao PT, no próximo sábado (2), às 11h, em evento com presença de algumas lideranças do partido, como Pedro Uczai, Ana Paula Lima, Carla Ayres e Carlito Merss. 

Zanatta conversou com o Página 3 sobre o momento. Acompanhe.

Construção coletiva política levou Zanatta a sair do PDT

Zanatta fez o anúncio através de suas redes sociais na tarde desta segunda-feira (28) (saiba mais aqui: https://www.instagram.com/p/Cbp-OoFu8UT/) e também conversou com o jornal, explicando que a sua saída do PDT já era discutida há algum tempo. 

“Pelas posições que eu sempre vinha defendendo, tivemos uma conversa. Sempre tive boa relação com a diretoria do PDT daqui e falávamos que, dependendo da conjuntura do país, em relação à construção coletiva política, eu poderia sair. Eu não fiz nenhum movimento sem conversar com coletivos que apoiaram a minha candidatura. Aproveito para agradecer à Marisa Zanoni, que foi vereadora e a quem admiro muito e ao presidente do PT de Balneário, Mozart Serpa”, diz.

Direito à cidade, educação e saúde

Segundo o vereador, sua filiação ao PT é um projeto político e que não está tão distante assim dos ideais defendidos pelo PDT, já que os partidos ‘estão no mesmo campo’. 

“Ambos discutiram os direitos dos trabalhadores durante a situação da pandemia, quando estava grave a situação, fazendo a defesa da vida das pessoas, do SUS também. Há pautas que estão dentro de um campo político que são compartilhadas. O país passa por um momento delicado que exige que tomemos decisões. Há necessidade de ter e atuar nessa pauta tanto o PDT quanto o PT, pelo direito à cidade, educação e saúde”, acrescenta.

Pensamento na eleição nacional

Zanatta pontua que desde 2018 o país vive um período ‘muito difícil’ e que percebe que mesmo dentro de Balneário há uma disputa política que é muito clara: ‘de um lado quem defende uma cidade ampla, plural e diversa e do outro quem defende direitos muito específicos’. 

“Desde o início do meu mandato falamos de renda básica, de auxílio ao comércio local, em defesa da vacinação, e neste ano devemos ter a tarefa gigantesca, que é lutar para que as pessoas vivam com dignidade em nossa cidade, já que vemos o quanto a vida piorou. Falamos da realidade, do morador e trabalhador que vê o valor aumentando nos mercados, nos postos de gasolina. É hora de somar à grande frente pensando na eleição nacional, e eu quero contribuir para o projeto do Lula”, comenta.

Contraponto político: “Balneário Camboriú não é uma cidade de extrema direita”

O em breve petista aproveita para citar que ao mesmo tempo que vê que Balneário possui muitos moradores que defendem a direita, há muita gente que acredita em um ‘contraponto político’.  

“Pessoas que acreditam que a política pode ser feita de outra forma, que está disposta a enfrentar todos os absurdos feitos pelo governo Bolsonaro. Agora temos que nos aglutinar novamente, em uma tentativa de mostrar que Balneário não é uma cidade de extrema direita. Temos muitos artistas, cultura, empreendedores, jovens querendo ter vida digna”, acrescenta, destacando que ‘se fosse para andar com a maré, seria muito mais simples’ e que sabe que seu movimento é ‘contra a corrente’. 

“Mas que nos motiva principalmente nos momentos históricos da nossa cidade e país”, completa.

The post Vereador Eduardo Zanatta se filiará ao PT no próximo sábado: “Posições que eu sempre vinha defendendo” first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também