Vereador quer reunir forças de segurança de Balneário Camboriú em sessão extraordinária em agosto

Relacionadas

O vereador Marcelo Achutti protocolou, antes do recesso da Câmara (que iniciou domingo (18) e segue até dia 1º), um convite para os envolvidos com a segurança em Balneário Camboriú (PM, Polícia Civil e Guarda Municipal), para uma sessão extraordinária, em agosto, para debater o tema no Legislativo e com a comunidade. O assunto vem à tona por conta das inúmeras denúncias recentes de furtos que estão ocorrendo na cidade, e que culminaram com a operação Alta Tensão, ocorrida no último dia 14 (relembre aqui). 

Operação integradas continuam acontecendo (Divulgação/PM)

Achutti lembra que desde junho, após a confusão envolvendo a Guarda Municipal no Bairro da Barra ele pede que o secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Junior, vá à Câmara, mas até hoje isso não aconteceu (relembre aqui).

 “Ele ainda não foi na Câmara prestar esclarecimentos, só foi em uma sessão e ficou assistindo, encarando os vereadores. Recebo denúncias sobre um número muito grande de furtos na cidade, os comerciantes hoje estão à mercê da vagabundagem. Sei de brigas de gangue, a gente sabe também do tráfico por toda a cidade, fora a iluminação pública, com lâmpadas de postes queimadas em plena Avenida Atlântica há um bom tempo”, diz. 

Por isso, o vereador quer fazer a sessão extraordinária em agosto, para debater com a presença de todos os envolvidos – secretário Castanheira, comandos da Guarda Municipal e PM e Polícia Civil, bem como entidades de classe, a exemplo da CDL e Acibalc, que representam o comércio e empresários. “Quero saber da interação entre eles, saber como estão as operações… falam de cidade segura, mas queremos saber o andamento de tudo. Os comerciantes estão assustados, tem assalto a mão armada em plena luz do dia em sinaleira… para que servem as câmeras OCR? Só para multar quem está sem cinto? Pagamos valores altos de imposto e não podemos continuar nessa situação. A pessoa de bem tem medo até de caminhar na rua depois das 19h. Quero fazer essa sessão o mais rápido possível”, acrescenta. 

O que dizem as forças de segurança 

Tenente-coronel Daniel Nunes da Silva, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú – “Observamos que os indicadores de furtos estão equivalentes a 2020, de janeiro a julho/2020 e 2021 não houve aumento, enquanto os crimes mais graves, como roubo e homicídio, estão controlados, e isso se deve ao trabalho integrado entre a PM, Guarda Municipal e Polícia Civil. Porém, há algumas análises:  

1) só há quem furta porque há receptador, é raro furtar para uso próprio, por isso fizemos a operação do último dia 14 e pretendemos fazer mais;  

2) a proteção patrimonial é muito importante, o comerciante precisa saber quais são as vulnerabilidades do seu comércio, pode colocar proteção na entrada da loja, para não ser tão ‘fácil’ o meliante quebrar o blindex e entrar;  

3) a problemática dos criminosos não ficarem presos: nesse ano, fizemos 83 prisões por furto, e somente 13% ficaram presos, o que corresponde a 11 pessoas (21 ficaram presos somente um dia, 21 menos de um dia, 17 não ficaram presos (liberados na hora), seis ficaram presos dois dias, três de três a 10 dias, dois de três a 20 dias detidos, um de 20 a 30 dias preso, um ficou mais de 30 dias detido). Precisa rigor nas penas por parte do Judiciário. 

Tem casos de meliante com 49 passagens pela polícia, e ele está solto, está na rua. O ciclo da segurança pública não se encerra com a prisão, mesmo com o flagrante não necessariamente a pessoa ficará presa. Muitos furtos em Balneário ocorrem por parte de moradores de rua, que sobrevivem de pequenos furtos e esmola, por isso é tão importante a conscientização por parte da comunidade, de não dar dinheiro, alimento, ou qualquer incentivo para eles permanecerem na rua, porque a prefeitura tem equipe especial para acolhê-los. Só não é acolhido hoje quem não quer.  

A minha conduta, desde que assumi o comando de Balneário, há um ano, é ter o quartel aberto a todos, incluindo os vereadores, inclusive há um projeto muito bacana que trata de concentrar em apenas um local a reciclagem e sucata da cidade, o que facilitaria para a fiscalização. O vereador Achutti é um grande incentivador da integração entre os órgãos de segurança, e estamos todos unidos em prol da sociedade. Vejo que é ótimo acontecer a sessão extraordinária e se acontecer a PM terá muito prazer em estar lá, ouvindo sugestões, debatendo. Por parte da PM, hoje não há nada que possa comprometer a integração, tanto que trabalhamos juntos na Operação Alta Tensão. Está tudo certo nesse sentido”. 

Douglas Ferraz, comandante da Guarda Municipal de Balneário Camboriú – “Ocorre que, com a chegada do inverno, se torna um ambiente mais propício a esse tipo de furto noturno, uma vez que as ruas estão mais vazias. Mas a Guarda, pautada na Inteligência, identificamos sete autores, que são recorrentes nos furtos e já encaminhamos para a Polícia Civil. Estamos aguardando as previsões legais do Judiciário e, assim que saírem os mandados de prisão sejam efetuadas as prisões deles. Temos nomes, fotos, um arquivo bem denso. Recentemente tivemos uma reunião com vários dirigentes da cidade e forças de segurança, CDL, Conseg, e alguns vereadores (Juliana Pavan, Victor Forte e um representante de Omar Tomalih). Inclusive essa reunião foi a que motivou a Operação Alta Tensão. Esse vereador citado pela reportagem do Página 3 (Marcelo Achutti), ele não estava lá. Mas tão logo eu receba o convite dele, ele é uma pessoa que fala bastante, né?, mas na prática eu não recebi nenhum ofício. Assim que eu receber, com certeza estarei lá (na sessão extraordinária), com toda certeza. Nossa parceria (entre as forças de segurança) está a plenos pulmões. De fato não há briga”. 

O delegado Regional de Balneário Camboriú, Giancarlo Rossini, disse ao Página 3 que está à disposição dos vereadores e que, se a sessão extraordinária for marcada por Marcelo Achutti, junto com todos os órgãos de segurança, ele ‘com certeza estará presente’. 

A reportagem do jornal procurou o secretário Castanheira diretamente e também por meio da Comunicação da prefeitura, mas ele não retornou o contato até o fechamento desta matéria. Se ele quiser se pronunciar, esse texto será atualizado.

The post Vereador quer reunir forças de segurança de Balneário Camboriú em sessão extraordinária em agosto first appeared on Página 3 – Notícias de Balneário Camboriú.

Mais notícias dessa editoria

Advertisment

Leia também